3 direitos que hipertensos tem e não sabem

A hipertensão, comumente conhecida como hipertensão, é uma doença crônica caracterizada por pressão arterial elevada.

Anúncios

Um dos maiores riscos da doença é sua natureza silenciosa. Geralmente, quando ocorrem alguns efeitos graves, como ataque cardíaco ou insuficiência cardíaca, a doença costuma apresentar sinais mais visíveis.

Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), cerca de 30% dos brasileiros sofrem de hipertensão. Para entender sua gravidade, a doença mata mais de 10 milhões de pessoas em todo o mundo a cada ano.

No entanto, também são garantidos direitos importantes aos cidadãos com hipertensão arterial que muitas vezes acabam não se beneficiando dos direitos que podem ser garantidos por falta de informação.

Os direitos das pessoas com pressão alta

Nesse sentido, hoje, vamos abordar alguns dos principais direitos que as pessoas com hipertensão podem ter, mas que muitos nem conhecem. acompanhamento!

remédio grátis

O Sistema Único de Saúde (SUS) disponibiliza medicamentos gratuitos na Unidade Básica de Saúde (UBS) e nos planos de farmácia de massa.

Para retirar seu medicamento, basta apresentar seu documento de identidade oficial com foto e uma receita médica dentro do prazo de validade (120 dias).

As prescrições podem ser feitas por um profissional do SUS ou por um médico que trabalha em um hospital ou consultório particular.

subsídio de doença

Muitas vezes, os trabalhadores com hipertensão e tratamento levam uma vida normal e não precisam necessariamente recorrer ao auxílio-doença.

No entanto, se um trabalhador necessitar de um determinado período de tratamento e o INSS declarar claramente que não pode continuar a trabalhar por mais de 15 dias, pode recorrer ao subsídio de doença.

Lembre-se, para receber o auxílio-doença, você deve atender aos seguintes requisitos:

 

  1. Carência mínima de 12 meses (tempo mínimo pagando o INSS para ter direito a pedir Auxílio-Doença);
  2. Incapacidade laboral (não poder trabalhar na sua função).

Caso se enquadre nos requisitos será necessário agendar uma perícia médica ao INSS, onde o trabalhador passará por uma perícia médica para comprovar a situação.

Para haver mais chances de êxito nesse processo, é importante apresentar documentos como:

  • Atestados médicos;
  • Exames;
  • Laudos;
  • Relatórios;
  • Entre outros documentos que comprovem a condição.

Isenção do Imposto de Renda

A hipertensão arterial está frequentemente associada a doenças cardíacas, portanto, de acordo com a Lei 7.713/88, pessoas com doenças cardíacas graves podem solicitar isenção de imposto de renda.

As condições mais comuns associadas a doenças cardíacas graves são arritmias, insuficiência cardíaca, hipertensão arterial, insuficiência coronariana e cardiopatia isquêmica.

Dessa forma, doenças cardíacas graves estão isentas, mas lembre-se de que deve ser uma doença cardíaca grave. Portanto, se o laudo médico não puder comprovar que o infarto é grave, você não terá direito ao benefício.

 

Gostou deste conteúdo? Siga-nos no Google Notícias:

COMPARTILHAR
COMPARTILHAR
TWITAR

VEJA TAMBÉM:

Copyright © 2019 – 2021 Dinheiro Bem Cuidado CNPJ: 23.654.977/0001-28

Aguarde…