5 Dicas para Startups Fintech

A indústria FinTech, oferece serviços aos clientes do sector financeiro e bancário com inovações tecnológicas, têm mostrado um grande crescimento ano após ano. 

Anúncios

Afinal, as startups da FinTech visam melhorar a experiência do cliente e manter a satisfação do consumidor no topo com as suas soluções inovadoras e benéficas. 

Além disso, o número de empresas de tecnologia financeira que fazem negócios com custos rápidos e acessíveis está crescendo excessivamente em todo o mundo. 

Enquanto o número de empresas de tecnologia financeira em fase de arranque está a aumentar, as empresas de tecnologia financeira em fase de alavancagem devem prestar atenção a algumas questões para evitar problemas.

Portanto, veja as nossas dicas abaixo que podem te ajudar no processo de abrir uma startup na área financeira.

1 – Foque no atendimento ao cliente

startup

Primeiramente, o maior fator por detrás do crescimento ano após ano das empresas de tecnologia financeira bem sucedidas é sem dúvida os serviços orientados para o cliente que elas prestam. 

Afinal, as Startups devem satisfazer os clientes com soluções rápidas e ágeis, adequadas à era digital. 

Sendo assim,  as Startups devem estar abertas a novas tecnologias no âmbito da sustentabilidade, e estas startups devem continuar a agradar aos seus clientes utilizando novas tecnologias.

2 – Acesso Fácil e Integração Rápida

Novas tecnologias tais como inteligência artificial, blockchain, e algoritmos complexos são áreas onde as empresas de tecnologia financeira estão começando a se adaptar.

As novas tecnologias oferecem às empresas uma variedade de possibilidades, tais como evitar possíveis perdas de receitas, aceder ao cliente certo, e tomar decisões mais precisas.

Além disso, essas empresas devem ser facilmente alcançadas pelos clientes para crescerem. 

Devem ser capazes de oferecer serviços atractivos aos seus clientes com serviços fáceis e rápidos que se adaptem às expectativas dos clientes. 

3 – Rápida Adaptação Em Relação às Mudanças

Os regulamentos, uma das questões mais desafiantes dos prestadores de serviços financeiros, mudam ao longo do tempo. 

Dessa maneira, as empresas de tecnologia financeira devem estar preparadas para os regulamentos com antecedência e adaptar-se rapidamente a estes regulamentos. 

As empresas de tecnologia financeira que não se adaptam aos regulamentos ou que não se adaptam podem ficar atrás da concorrência e enfrentar multas dos reguladores.

Além disso, podem ficar para trás dos seus concorrentes que se adaptam com maior facilidade ao que o mercado propõe.

4 – Fluxo de Caixa e Gestão Financeira

O fluxo de caixa é o fator mais crítico que afeta a continuidade de um arranque. 

De acordo com as pesquisas, o resultado mais comum que causa o fracasso de uma empresa em fase de arranque mal sucedida é que o fluxo de caixa não é gerido corretamente.

A criação de um fluxo da fintech pode ser muito dispendiosa em comparação com empreendimentos em diferentes indústrias. 

Por conseguinte, o arranque da tecnologia financeira deve prosseguir com passos sólidos, estabelecendo fluxos de caixa e demonstrações financeiras a longo prazo desde a fase de estabelecimento.

5 – Vantagem dos Preços

A vantagem de preço e a confiança das empresas do setor financeiro são muito importantes. 

Afinal, os clientes agem de acordo com o sentimento de confiança quando decidem sobre a empresa a partir da qual irão realizar as suas transacções financeiras. 

Por conseguinte, os novos Fintechs devem procurar aumentar a confiança na sua marca e serviços ao longo do tempo com a qualidade dos seus serviços. 

Dessa maneira, as novas empresas fintech devem prestar especial atenção a estas duas questões (confiança e vantagem de preço).

Dúvidas? Deixe abaixo nos comentários!

 

Patrocinados:

Gostou deste conteúdo?

COMPARTILHAR
COMPARTILHAR
TWITAR

VEJA TAMBÉM:

Copyright © 2019 – 2021 Dinheiro Bem Cuidado CNPJ: 23.654.977/0001-28

0

Aguarde… Carregando Conteúdo