Auxílio gás 2023: como receber e qual o valor atualizado?

O Auxílio Gás foi um programa criado pelo Governo Federal para auxiliar pessoas de baixa renda, principalmente quando houve aumento do preço do botijão. Desta maneira, as famílias mais vulneráveis tinham o direito de receber o valor equivalente ao produto, a cada dois meses.

Inicialmente, em 2023, esse valor seria de 50% do que era em 2022 para quem recebia o Auxílio Gás. No entanto, vai continuar em R$ 112 por família e o pagamento segue sendo feio a cada dois meses.

Segundo dados divulgados pelo governo, no ano passado, cerca de R$ 5,95 milhões de pessoas receberam o Auxílio Gás.

Como receber o Auxílio Gás em 2023?

Primeiramente, só recebe o Auxílio Gás quem tem inscrição no CadÚnico (Cadastro Único do Governo Federal). Desta maneira, pessoas que já possuem o NIS (Número de Identificação Social) vão usar esses dados para ter acesso.

Por exemplo, quem tem NIS de final 1, vai receber a primeira parcela no dia 13 de fevereiro de 2023. Depois, vai para 14 de abril, 19 de junho, 18 de agosto, 18 de outubro e 11 de dezembro.

O NIS tem finais de 1 a 0 e cada um deles tem uma data diferente. O NIS final 0 (zero), começa a receber a parcela do gás no dia 28 de fevereiro. Em seguida, passa para 28 de abril 30 de junho, 31 de agosto, 31 de outubro e 22 de dezembro.

Como saber se tenho direito?

Agora, é importante também ressaltar que, além de ter a inscrição no CadÚnico, o beneficiário do Auxílio Gás também precisa ter uma renda de R$ 660 por mês. No entanto, se tiver, em casa, alguém que receba o BPC (Benefício de Prestação Continuada), também passa a ter direito ao Auxílio Gás, mesmo sem estar inscrito no CadÚnico.

Por fim, é importante também baixar no celular os aplicativos Caixa TEM ou Auxílio Brasil, onde é possível consultar, pelo seu CPF ou pelo NIS, se tem o direito ao Auxílio Gás. Caso não tenha um telefone celular com o aplicativo, também pode usar o telefone para fazer uma ligação através dos números 121 ou 111.

Em 2023, o Auxílio Gás vai completar dois anos de existência e que se calcula em cima do preço médio de um botijão de gás de 13 quilos no mercado brasileiro, segundo os dados da ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis).

 

Aguarde…

CAIXA TEM - INFORMAÇÕES: