Bitcoin – Tudo o que você precisa saber sobre essa criptomoeda

O Bitcoin é uma das maneiras mais incríveis de investimento hoje em dia.

Anúncios

A moeda conquistou sucesso mundial, apesar de não ser utilizada em todos os lugares.

Aqui nesse post, falarei tudo o que você precisa saber sobre o tema e claro darei algumas dicas antes de você se aventurar nessa maneira de ganhar dinheiro.

Anúncios

Boa leitura!

Anúncios

O que é o Bitcoin?

O Bitcoin é uma tecnologia criada em 2008, conhecida mundialmente por ser uma moeda virtual ou como dizem criptomoeda.

Isso quer dizer que essas cédulas virtuais não são emitidas por nenhum governo e também não possuem ninguém para regular, o que dificulta um pouco o seu uso.

Na maioria das vezes, as pessoas que compra Bitcoins ou mineram eles são ligados ao investimento, afinal de contas, a ideia é obter a moeda com o intuito de esperar ela valorizar e assim ganha um valor sobre ela.

Anúncios
Anúncios

A utilização do Bitcoin é vista de maneira geral como o futuro por diversos especialistas.

Inclusive alguns países estão buscando condições de inserir essa moeda virtual na economia.

O Japão, por exemplo, já regularizou a moeda como uma forma de pagamento e a Rússia fez o mesmo em 2018.

É possível realizar compras com Bitcoin?

Sim, a criptomoeda funciona como qualquer outro tipo de dinheiro, ou seja, você pode fazer compras com ele.

Empresas como as marcas Dell e Tesla, por exemplo, plataformas de blogs WordPress e também sites de musica já aceitam o método de pagamento.

Além disso, você consegue realizar transferências de dinheiro na internet, adquirir jogos e fazer doações a empresas globais, como a Wikipedia ou mesmo o Greenpeace.

RECOMENDADO PARA VOCÊ:

CONTA + CARTÃO DE CRÉDITO PAN
   

Atualmente existem hotéis, mercadorias em geral, além de produtos online incluem o Bitcoin como uma maneira de pagamento.

Como funciona a valorização do Bitcoin?

Sem saber onde investir o seu capital, muitos investidores optam por investir em Bitcoin.

A valorização dessa moeda digital foi muito expressiva entre os anos de 2014 e o começo de 2015, aumentando cerca de 92% apesar da instabilidade econômica no mundo.

A valorização da moeda funciona muito de acordo com a demanda e claro, de acordo com as empresas que estão aderindo a essa maneira de pagamento.

Por essa ser uma moeda limitada, o preço dela é bem grande, já que a demanda por ela não é tão grande.

Nos últimos anos, a valorização está em um crescimento enorme. Em 2018, por exemplo, ele custava R$ 24 mil, mais ou menos, atualmente, o valor de um Bitcoin passou de R$ 300 mil.

Quem foi que criou o Bitcoin?

Logo que a moeda foi criada, ninguém sabia exatamente quem foi o criado dela, já que ele utilizava um pseudônimo Satoshi Nakamoto, entretanto, com o crescimento da moeda a identidade foi desvendada e ele é Craig Wright, um empreendedor australiano.

Algumas coisas que você precisa saber sobre Bitcoin

– Proteja bem a sua carteira:

Assim como acontece na vida real, a sua carteira digital com bitcoin precisa estar muito bem protegida.

Essa é uma moeda que pode ser transferida para qualquer lugar de uma maneira bem simples e permite que você consiga controlar o seu dinheiro.

Com tanta facilidade, existem alguns pormenores que você precisa se atentar para não ter problemas.

A própria carteira do Bitcoin tende a fornecer níveis bem avançados de segurança para que você tenha tudo o que precisa, mas todo cuidado é pouco.

– O preço dessa criptomoeda é volátil:

O valor de um Bitcoin pode tanto valorizar quando desvalorizar em um pequeno intervalo de tempo, por ser uma maneira de economia diferente, além de ser um mercado ilíquidos.

Portanto, não é recomendado manter todo o seu capital no Bitcoin.

Além disso, não se esqueça que esse é um investimento de alto risco e você nunca deve investir aqui se você não pode perder esse dinheiro.

– Depois de realizar o pagamento, você não pode mais reverter:

Uma transação Bitcoin não pode ser revertida, ela só pode ser reembolsada pela mesma pessoa que recebeu os fundos enviados.

Nesse caso, é fundamental que você não faça negócios com quem não confia ou mesmo quem não tenha uma reputação estabelecida.

As empresas, por sua vez, precisam sempre monitorar os pedidos de pagamento que mostram aos seus cientes.

É bem comum, por exemplo, o Bitcoin detectar erros de digitação e normalmente não deixa você enviar o dinheiro a um endereço que está inválido.

Entretanto, é interessante que você não fique apenas com esse tipo de segurança, ou seja, implemente os seus próprios termos de segurança.

É bem provável que futuramente o servidor da moeda consiga oferecer melhores opções e proteção tanto para você investidor, assim como as empresas.

– Se a transação não foi confirmada então ela não é segura:

Por fim, é importante saber que uma transação de Bitcoin é realiza em poucos segundos e começa a ser confirmada dentro de 10 minutos.

Pode acontecer de algum usuário desonesto tentar trapacear, ou seja, existe um risco significativo de aceitar transações que não são confirmadas.

Em quantidades no valor acima de US$ 1.000 por exemplo, você precisa esperar por mais de seis confirmações ou mais.

Cada uma dessas confirmações irá diminuir de maneira exponencial o risco de você fazer uma transação reservada.

 

Anúncios

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima