Bolsa família: Aprovado o pagamento em dobro do benefício

Os beneficiários do Bolsa Família podem receber o benefício em dobro durante a pandemia.

A decisão foi tomada durante uma reunião da Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados, que aprovou a proposta da deputada Jandira Feghali.

Sendo assim, todas as famílias que recebem o benefício e que comprovam vulnerabilidade social, poderão receber o benefício em dobro enquanto a crise da pandemia continuar no país.

Em síntese, a proposta trata-se de um substitutivo ao Projeto de Lei 681/20 de autoria da deputada Natália Bonavides. 

Feghali alega que a maioria das famílias está sem condições de se sustentar e pagar suas despesas devido às regras de restrição.

Dessa maneira, haverá um acréscimo de 100% ao valor do benefício para cada uma das famílias que recebem o benefício social.

Esse valor deve ser pago durante 3 meses, podendo ser prorrogado, dependendo da necessidade.

Para isso, será necessário que as famílias comprovem a sua renda atual, que com o valor atual não é possível sustentar todas as principais despesas da casa.

Por exemplo, se uma família recebe o valor de R$89 o valor atual com a nova proposta será de R$178.

O benefício deve atingir jovens que vivem em extrema pobreza

bolsa família

O segundo benefício que será dobrado é o Variável, que é destinado às famílias em situação de pobreza e extrema pobreza, que são compostas por gestantes, crianças de 0 a 12 anos ou adolescentes de até 15 anos de idade.

Esse benefício é um pouco diferente do tradicional, no valor de R$41, podendo ser acumulado em até 5 vezes, totalizando R$410.

A câmara estuda também tornar esse projeto possível para jovens que comprovem extrema pobreza e que não estão conseguindo uma oportunidade de emprego.

Atualmente, os jovens recebem R$48 por cidadão, sendo possível receber até R$96 por família.

Veja o calendário atualizado do Bolsa Família 2021

Além do projeto aprovado que citamos acima, é possível também verificar as datas de pagamento do benefício atualizadas.

Para receber o Bolsa Família, é necessário possuir um cadastro atualizado no CadÚnico da sua cidade.

Essa é uma forma de atualizar todos os dados cadastrais e de renda das famílias.

Dessa maneira, é possível analisar se as famílias possuem a necessidade de receber o auxílio ou não.

Gostou do nosso artigo sobre o Bolsa Família? Aproveite e compartilhe essas informações com os seus familiares e amigos!

Dúvidas? Deixe abaixo nos comentários!

 

Bruna Cezario

Estudante de Administração pela Universidade de São Paulo, atuo como redatora de conteúdo digital. Sou apaixonada por marketing, empreendedorismo e finanças. Tornar esses assuntos fáceis de serem compreendidos por você, é o meu principal propósito!