Bolsa Família: Governo deve oficializar a reestruturação do programa em Agosto

No mês de agosto o Governo Federal deverá oficializar a reestruturação do programa social Bolsa Família.

Anúncios

Além disso, o governo deverá informar as possíveis reformas em outros tipos de programas sociais que existem.

Dessa maneira, no próximo mês haverá a publicação de uma medida provisória (MP) com todas as possíveis novas regras e critérios que serão adotados.

Anúncios

A principal intenção é que os novos valores do Bolsa Família sejam pagos a partir de novembro de 2021, assim que o pagamento de auxílio emergencial seja finalizado.

Saiba mais sobre a reestruturação do Bolsa Família

bolsa família

Na última quarta-feira (28), os ministros da Cidadania e da Economia, João Roma e Paulo Guedes, se reuniram para decidir os detalhes de todos os projetos

“Pretendemos apresentar no início do mês de agosto através de uma medida provisória, buscando fortalecer a transferência de renda, ampliando a quantidade de beneficiários”, afirma Roma.

Anúncios

Resumindo, o Governo Federal deseja aumentar o público que recebe o benefício social de 14,6 milhões para 17 milhões de famílias.

Além disso, o ministro afirmou que a principal ideia da reestruturação do Bolsa Família é oferecer uma melhor qualidade de vida para essas pessoas que vivem em situação de extrema pobreza.

A ideia é que outros programas sociais ajudem na melhoria da qualidade de vida dessas pessoas em situação de vulnerabilidade.

Afirmação do Ministro Roma

Segundo Roma, na segunda semana de agosto a MP deverá ser finalizada e divulgada ao público.

Essa é a principal ideia no momento para ajudar pessoas em situação de extrema pobreza no país.

O governo também está trabalhando para iniciar os pagamentos da Caixa e da Dataprev.

Além disso, o próximo passo na reestruturação do Bolsa Família é definir o valor que deve ser pago às famílias a partir do mês de novembro.

Dessa maneira, a equipe econômica irá definir esse valor que deve ser de R$300, mas ainda será divulgado oficialmente.

Esse valor deverá ser bem maior do que o valor atual de R$190, chegando a quase 50% acima do valor atual.

“Pretendemos que esse valor seja o máximo possível, para que esse programa possa ser cada vez mais eficaz para a nossa população. O presidente falou de um aumento de cerca de 50% do valor. Nós pretendemos que chegue a isso e talvez até mais, mas tudo isso vai depender de entendimentos com a área econômica.” – João Roma, ministro da Cidadania

Gostou do nosso artigo sobre o Bolsa Família? Aproveite e compartilhe com os seus familiares e amigos que se interessam pelo assunto!

Dúvidas? Deixe abaixo nos comentários!

Rolar para cima