Bolsa Família voltou: saiba tudo

O programa de transferência de renda volta com seu nome original e novas regras

Com o fim do Auxílio Brasil em dezembro e um novo governo no país, o Bolsa Família voltou através de uma Medida Provisória, onde o governo de transição conseguiu a aprovação de uma PEC. Foi assim que os R$ 600,00 foram garantidos, já que o governo anterior não previu novos pagamentos em 2023.

Portanto, o novo calendário foi divulgado e segue as mesmas regras anteriores, ou seja, não houve anúncio por parte do novo governo de que o Bolsa Família voltara a ser como antigamente, quando os beneficiários deviam seguir várias regras, entre elas, manter crianças membros da família na escola.

Para quem não sabe, esse benefício continua sendo cedido a famílias consideradas em situação de pobreza ou extrema pobreza. As informações relativas à renda devem ser confirmadas junto aos órgão de assistência social, principalmente por comprovações de renda e de endereço. Ao ultrapassar esse critério, fica mais fácil ter o benefício concedido em pouco tempo.

O dinheiro pode ser movimentado em uma conta Caixa (quando se é correntista) ou através da poupança digital criada pela Caixa, o Caixa Tem. É só baixar o aplicativo gratuito, informar os dados pessoais e acessar a conta que oferece Pix e outras funcionalidades.

Sem mais delongas, acompanhe conosco como fica o calendário, de que maneira solicitar o seu benefício e como não perder se já recebe o Bolsa Família desde quando se chamava Auxílio Brasil. Vamos às informações!

 

Calendário do Bolsa Família

A seguir, vamos destacar o calendário de janeiro para que você entenda melhor a ordem de pagamentos, mas, saiba que o cronograma continua o mesmo, ou seja, com pagamentos baseados no NIS, Número de Inscrição Social. O final do NIS está nos cartões do benefício, mas também pode ser consultado através do CRAS.

 

Final do NIS Data de pagamento
1 18/01
2 19/01
3 20/01
4 21/01 a 23/01
5 24/01
6 25/01
7 26/01
8 27/01
9 28/01 a 30/01
0 31/01

 

Neste link, você acessa o calendário completo dos pagamentos ao longo de 2023. O atual governo tem até o meio deste ano para tornar a MP em lei, para que os valores continuem garantidos até o fim do mandato.

 

MP do Bolsa Família

O texto traz destaques importantes para manter os pagamentos aos usuários, principalmente a manutenção do valor em R$ 600. Além disso, o novo governo viabilizou:

  • A partir de janeiro, os pagamentos de R$ 600 continuam
  • Vale-Gás equivalente à média nacional registrada pela ANP do preço do gás. O prazo dos pagamentos começa em fevereiro
  • Beneficiários não ficarão desamparados, e o Bolsa Família pode ter ainda outro benefício. A ideia é pagar mais R$ 150, para famílias com crianças até 6 anos. Possivelmente, será obrigação da família manter a criança na escola e já receber o Bolsa Família, por exemplo.

 

Auxílio Gás

Muitos beneficiários também estavam com dúvidas de como ficaria o Auxílio Gás, outro benefício necessário para milhares de brasileiros. Para quem não sabe, até o último calendário o Auxílio Gás os beneficiários estavam recebendo o valor total de um botijão de gás de 13kg, quando antes da eleição somente a metade era paga.

O mesmo calendário acima vale para os beneficiários do Auxílio Gás, ou seja, os dois benefícios caem nas mesmas contas de forma simultânea, desde que o cadastro do beneficiário seja considerado regular.

 

Cadastro Único

Para que os benefícios continuarem sendo pagos, é preciso que as informações estejam em dia com o CadÚnico. Isso significa que se as informações não baterem, seu benefício sera automaticamente bloqueado, e aqueles que não atualizam por pelo menos 2 anos também perdem os pagamentos rapidamente. 

Portanto, procure um Centro de Assistência e Referência Social, o CRAS, do seu município. O órgão irá avaliar seus documentos e confirmar as atualizações de cadastro, ofertando, até mesmo, outros benefícios se este for o caso. Então, procure o CRAS com documentos, principalmente se é de interesse solicitar os benefícios.

 

Como se cadastrar?

Leve documentos pessoais se quiser solicitar de forma presencial, principalmente CPF, RG, comprovante de endereço e documentos relacionados aos membros da família. É possível também baixar o aplicativo do CadÚnico e iniciar a solicitação pelo celular, concluindo, se aprovado, na sede do órgão do seu bairro ou cidade.

Em caso de dúvidas, ligue no 111, o canal de Atendimento ao Cidadão da Caixa. Em mãos, tenha informações sobre o cartão e o saque. Baixe também o aplicativo do Auxílio Brasil, que é gratuito e está disponível em qualquer loja de aplicativos.

 

Novo Ministério fala em revisão

Recentemente, o novo Ministro do Desenvolvimento Social, Wellington Dias anunciou que os benefícios pagos hoje serão revisados. A medida é importante para evitar fraudes e descobrir se pessoas que realmente precisam estão recebendo os valores de forma legal e correta.

 

Empréstimo do Auxílio Brasil

Muitos beneficiários de baixa renda decidiram optar pelo consignado do Auxílio Brasil para ter acesso a grandes quantias a serem pagas em parcelas, através dos valores dos benefícios. Especialistas financeiros desaconselharam a atitude, visto que muitos beneficiários usam o dinheiro para despesas básicas e seriam prejudicados, e isso se confirmou.

Com o desconto de até 40% do benefício, muitos brasileiros diminuíram suas rendas em busca do valor. O empréstimo foi interrompido ainda durante a campanha eleitoral, mas os valores foram cedidos a brasileiros que ficaram endividados. E agora, como fica a situação de quem tem parcelas para pagar durante o ano todo?

 

Novo governo pensa em perdão de dívidas

Recentemente o Estadão e outros órgãos de imprensa confirmaram a hipótese de perdoar as dívidas dos beneficiários de baixa renda que pediram o empréstimo consignado e iniciaram pagamento de parcelas. Mais de 9 bilhões de reais foram ofertados aos usuários. Portanto, fique atento(a) as novidades para saber se as dívidas serão canceladas ou não. O anúncio foi feito pelo novo Ministro do Desenvolvimento Social e deve se confirmar nos próximos meses.

CAIXA TEM - INFORMAÇÕES: