Cartão de crédito: pagar o mínimo da fatura vale a pena?

O cartão de crédito pode ser um grande aliado, desde que você seja uma pessoa controlada.

Anúncios

Os cartões de crédito sempre foram um salva-vidas para muitas pessoas quando vão ao supermercado ou a outros lugares sem dinheiro na carteira. Principalmente quando você precisa comprar algo que tem um preço mais alto que o normal e pode sair mais caro quando você paga parcelado no cartão.

O cartão de crédito pode ser um grande aliado, desde que você seja uma pessoa controlada. Muitas pessoas acabam perdendo o controle na hora de usar o cartão, complicando sua vida financeira.

E o choque é ainda maior quando a fatura chega! Este valor é superior ao que você pagou no passado. Cada extrato do cartão de crédito permite que o consumidor escolha se quer pagar o valor máximo ou mínimo. É benéfico pagar a fatura mais baixa do cartão de crédito ou tornará sua vida mais confusa?

Vale a pena pagar a fatura mínima do cartão?

Muitas pessoas sem dinheiro acabam preferindo pagar o valor mínimo na fatura do cartão.

________________
________________

No entanto, pagar o valor mínimo significará que a fatura não foi paga integralmente. Saiba que qualquer valor que você deixar de pagar neste mês será cobrado no mês que vem, incluindo juros é claro. Lembre-se, você ainda tem o peso para a compra do próximo mês.

Quando você opta por pagar o valor mínimo da fatura do cartão, ele entra no que chamamos de crédito rotativo, onde são cobrados juros sobre o valor restante da fatura.

Sem contar que o valor mínimo de pagamento afeta o limite do cartão, pois o banco só emite crédito para a parcela da fatura que foi paga.

Ao receber sua próxima fatura, você acabará percebendo que o valor não pago pode estar próximo do valor anterior, criando a sensação de que o pagamento é inútil.

Qual é a melhor maneira?

Na verdade, pagar o valor mínimo na fatura do cartão de crédito não é uma coisa boa. Os juros que serão cobrados na próxima fatura irão complicar sua situação.

No entanto, pagando o valor mínimo na fatura do cartão de crédito, você evita que seu nome seja rejeitado por falta de pagamento.

Uma boa saída é tentar o parcelamento, que tem taxa de juros fixa e é menor que o crédito rotativo.

Uma vez parcelado o cartão, o saldo será congelado e liberado gradativamente após o pagamento das parcelas.

Muitas instituições financeiras oferecem a possibilidade de pré-instalação para pagamento imediato, o que reduz as taxas de juros e acaba sendo uma boa opção para manter as despesas sob controle.

Gostou deste conteúdo? Siga-nos no Google Notícias:

COMPARTILHAR
COMPARTILHAR
TWITAR

VEJA TAMBÉM:

Copyright © 2019 – 2021 Dinheiro Bem Cuidado CNPJ: 23.654.977/0001-28

0

Aguarde… Carregando Conteúdo