Como limpar meu nome mesmo estando desempregado?

Quem tem um salário fixo todo final de mês sabe que ainda assim é difícil conseguir pagar todas as contas. Mas só quem recebe um aviso de demissão inesperado percebe o quanto a situação pode virar um desempregado.

Anúncios

As contas continuam chegando, os juros aumentando, e você ali, sem a mínima ideia do que fazer.

Mas tenha calma! Vamos dar 5 dicas para você conseguir dar a volta por cima e limpar o seu nome  mesmo sem um emprego formal.

Anúncios

 

Como-limpar-meu-nome-mesmo-estando-desempregado
Como-limpar-meu-nome-mesmo-estando-desempregado

 

1 – Você não está sozinho

Nessas horas, muita gente tende a pensar “Por que isso só acontece comigo?”. Mas, acredite, não é só com você.

De acordo com o IBGE, são aproximadamente 12 milhões de desempregados no Brasil e mais de 61 milhões de endividados, segundo o SPC.

Anúncios

O mais importante é manter o foco para resolver a questão “desempregado” . Não use o dinheiro da rescisão e do seguro-desemprego (caso você tenha direito) para viajar, trocar o carro ou gastar com coisas que podem esperar. O mais urgente é pagar as contas que tiverem os maiores juros, de forma a não deixar que as dívidas virem uma bola de neve.

Não deixe o seu Score piorar, porque você terá ainda mais problemas, principalmente com empresas que evitam contratar pessoas com o nome sujo. Neste outro artigo, falamos sobre o Score e damos dicas para melhorá-lo (Clique aqui).

2 – Encontre uma nova oportunidade ou vire o seu patrão

O que você precisa agora é de uma nova fonte de renda. Não tenha medo de distribuir currículos, pedir indicações para amigos, parentes e conhecidos. Como dissemos, são milhões de desempregados, então não dá para ter vergonha neste momento.

Se mesmo assim nenhuma nova oportunidade aparecer, está na hora de improvisar e montar o seu próprio negócio em casa. Segundo o IBGE, os trabalhos informais vêm crescendo bastante nos últimos meses e são quase 40 milhões de brasileiros trabalhando desse modo.

Então, se você souber fazer bolos, pizzas, tortas, salgados, ou algum tipo de trabalho artesanal, você pode vender para os seus vizinhos, amigos ou na rua mesmo. É uma ótima forma de conseguir uma renda enquanto não surgir uma oportunidade melhor, e, se as coisas derem certo, até mesmo trabalhar de vez com isso.

3 – Planejamento financeiro

Mais do que nunca, é fundamental controlar os seus gastos. Não adianta começar a vender algo para conseguir dinheiro e continuar fazendo dívidas no cartão de crédito.

O momento é de cortar gastos, eliminar tudo aquilo que não for extremamente necessário e usar o dinheiro para pagar as dívidas que tiverem os maiores juros. Só assim você conseguirá limpar o seu nome.

Ah, e nada de usar o cartão para parcelar as suas dívidas. Isso só vai piorar a situação, atraindo mais e mais juros.

 

4 – Esqueça as mordomias

Um erro muito comum de quem fica desempregado é o orgulho de querer manter o mesmo padrão de vida que tinha antes.

Se você usava o seu carro basicamente para ir trabalhar, talvez ele não seja tão necessário no momento. Considere vendê-lo para se livrar das despesas e usar o dinheiro para pagar as suas contas e tirar a corda do pescoço.

Costumava almoçar ou lanchar fora durante a semana? Comece a fazer a própria comida e comer em casa. Tem TV por assinatura? Cancele até normalizar a sua situação e use o dinheiro para coisas mais urgentes.

Mais importante do que manter essas mordomias é ficar com o seu nome limpo e conseguir dormir tranquilo à noite.

5 – Renegocie sua dívida com o credor

Depois que você conseguiu uma fonte alternativa de renda e fez o seu planejamento financeiro, vá pessoalmente até o credor, explique a sua situação e apresente uma proposta para quitar a dívida, e nao ser um desempregado.

Ele verá que você, mesmo sem um emprego formal, está empenhado para pagá-lo. Sendo assim, é possível que você consiga descontos, principalmente para pagamento à vista, que é o ideal. Porém, se não for possível, poderá conseguir prazos maiores para pagar, mas fique sempre atento aos juros.

Agora, com as 5 dicas que revelamos a você, está na hora de colocá-las em prática. Lembre-se, mais uma vez, que você não está sozinho nessa situação e que, com empenho e organização, você conseguirá sair do vermelho ainda em 2020!

E por falar nisso, neste outro artigo, damos outras dicas para você se organizar neste novo ano e limpar seu nome de uma vez por todas!

Anúncios
Rolar para cima