Compra de imóveis por meio de leilão se populariza no país

O momento de comprar imóveis é sempre tenso por envolver diversas questões, mas os leilões chegaram para ficar no Brasil e melhorar esse processo.

Anúncios

Comprar um imóvel em um clique, muitas vezes com mais de 50% de desconto é uma proposta que vem atraindo cada vez mais pessoas. Os leilões de imóveis já se popularizaram entre as Pessoas Físicas. Antes, este mercado era mais fechado, dominado por investidores. 

Mas essa situação tem mudado, principalmente após a pandemia da Covid-19, onde o online ganhou força em vários setores, até no imobiliário. 

Além da facilidade de comprar um imóvel online, os leilões também oferecem vários outros benefícios para os consumidores. Dentre eles está o desconto. Atualmente é possível comprar um imóvel com o valor bem abaixo do mercado, por até 60% do valor de avaliação, e ainda poder parcelar a compra em 48 vezes.

Com essas vantagens, os leilões de imóveis vem atraindo cada vez mais pessoas, principalmente as que foram afetadas pela crise causada pela Covid-19 e estão buscando alternativas mais baratas para conquistar o sonho da casa própria. 

Outro motivo para a popularização desse modelo de compra está no aumento das taxas de financiamento imobiliário e também pela crise econômica.

De acordo com o leiloeiro Henri Zylberstajn, do portal SOLD, há mais de 10 anos, 80% dos compradores de imóveis em leilões  eram da área de negócios, mas atualmente, esse número caiu pela metade e é dominado por Pessoas Físicas.

Imagem: Pixabay

Como funciona um leilão de imóveis? 

Muitas pessoas ainda não sabem como funciona, mas os leilões de imóveis são eventos que acontecem para a venda de imóveis que: 

  • Serão vendidos para pagamento de dívidas; 
  • Venda judicial para extinguir a propriedade em condomínio (no caso de vários proprietários para um único imóvel);
  • Venda do bem por conta de processo de inventário.

Por esses e outros motivos, esses imóveis são vendidos, geralmente, por valores inferiores aos das suas avaliações, com descontos especiais e condições atrativas de parcelamento. 

No leilão presencial, o interessado comparece ao local na data e horário designado. Já para o leilão online é necessário realizar um cadastro no site e acompanhar os lances e arrematações nas salas virtuais. O lance pode ser realizado pelo celular ou até programado para um horário específico.

Mas é importante ter cautela na hora da compra!

Para a advogada em direito tributário e imobiliário, Sabrina Rui, é importante ter cautela nesse tipo de compra. O interessado deve analisar o edital do leilão e verificar se o imóvel que será arrematado possui dívidas que deverão ser pagas, ou se já estão todas quitadas. 

Outro ponto de atenção é o valor. O comprador deve considerar que além do preço do imóvel, ele deverá arcar com o valor dos impostos, despesas para o registro do imóvel, certidões, e a comissão do leiloeiro, que em geral é 5% sobre o valor da venda.

Antes de dar o lance também é importante que você visite o imóvel para saber suas condições ou verificar se há alguém residindo no local. É comum ocorrer a situação do imóvel leiloado estar sendo ocupado, demorando cerca de 12 meses para conseguir desocupá-lo completamente.

Vale ressaltar que, se estiver ocupado, a desapropriação é obrigação do novo comprador, que pode gastar cerca de 10% do valor da construção em ação judicial. 

Ao tomar todos esses cuidados, você poderá sair em vantagem ao comprar um imóvel por meio de leilão. Ainda é possível desistir da compra, mas o comprador precisará arcar com as despesas do leilão.

Gostou deste conteúdo? Siga-nos no Google Notícias:

COMPARTILHAR
COMPARTILHAR
TWITAR

VEJA TAMBÉM:

Copyright © 2019 – 2021 Dinheiro Bem Cuidado CNPJ: 23.654.977/0001-28

Aguarde…