Publicidade

Conheça as novas linhas de empréstimo anunciadas pelo Banco Central

A pandemia do novo coronavírus chegou com o propósito de mudar a vida de todas as pessoas, algumas delas ficaram sem meios para conseguir prosseguir os seus negócios, tendo assim que recorrer a empréstimos. Então o Banco Central resolveu ajudar e anunciou duas novas modalidades de empréstimo para ajudar as pessoas que estão enfrentando problemas.

Publicidade

Caso você esteja passando por uma situação complicada, não deixe de ler esse texto, talvez você encontre uma solução para continuar com seu negócio, mesmo com a pandemia.

Publicidade

Conheça as duas novas linhas de empréstimo anunciadas pelo Banco Central

Empréstimos banco central
Conheça as novas linhas de empréstimo autorizadas pelo Banco Central.

O Banco Central apresentou, recentemente, duas novas linhas de empréstimo, criadas a partir da Medida Provisória 922, que foi editada na terceira semana do mês de julho tendo um potencial de liberar mais de 180 bilhões de reais.

Empréstimos no Setor Imobiliário

No setor imobiliário houveram mudanças, dentre elas a possibilidade das famílias e empresas poderem utilizar um mesmo imóvel para mais de uma operação de crédito, sendo a principal vantagem dessa operação a possibilidade de um juro mais ameno.

De acordo com o chefe do departamento de Regulação do Fundo Financeiro do Banco Central, o potencial para liberação de dinheiro nesse setor é de cerca de 60 bilhões de reais, sendo considerado os espaços que os mutuários possuem nas atuais operações de financiamento imobiliário.

O que você procura?

CARTÃO DE CRÉDITO
   
APROVAÇÃO NO CARTÃO
   
CARTÃO PARA NEGATIVADO
   
CARTÃO SEM ANUIDADE

A nova modalidade possui o nome de Compartilhamento de Alienação Fiduciária de Bens e Imóveis, e permite que aquelas pessoas com um financiamento de imóvel e já quitaram, pelo menos, ¾ do valor possam ir até um banco e pegar de volta a quantidade que foi paga, possuindo as mesmas condições do contrato original do financiamento imobiliário.

Publicidade
Santander BR

Explicando de outra maneira, será possível que a pessoa vá até o banco e retire o valor que já foi pago em um empréstimo anterior a pandemia, dessa maneira será retirado outro empréstimo com uma taxa de juros menor ou igual àquela primeira operação de financiamento.

Fique atento, pois o prazo do empréstimo não poderá ser maior que o da operação original e a relação do valor do empréstimo e a garantia é de 80%.

A principal ideia com essa medida é que as pessoas consigam honrar os compromissos já firmados anteriormente, sendo assim, fazendo com que essa linha possa ser vista como uma oportunidade para aquelas pessoas que estão inadimplentes em outras modalidades de crédito.

Pequenas Empresas

No setor das pequenas empresas foi realizada a regulação do Programa de Capital de Giro para Preservação de Empresas, tendo o valor disponível de até 120 bilhões de reais.

A taxa de juros que envolve esse novo processo é livre de pactuação, porque o prazo mínimo para a realização dos pagamentos é de 36 meses, possuindo a carência mínima de 6 meses.

De acordo com o Banco Central, os financiamentos que forem de até 12 meses contarão com juros em um valor médio do mercado, sendo em torno de 9% ao ano.

Pelo menos 80% do valor total desse programa será destinado para empresas que possuem uma receita bruta de até 100 milhões de reais.

Todos os recursos que forem retirados serão empregados no capital de giro e o banco não poderá vincular a concessão de pagamentos de alguma dívida contraída anteriormente.

Dessa maneira o risco maior de calote e os recursos serão dos bancos, além do fato do governo federal não entrar com o compartilhamento de riscos do Pronampe.

O que traz incentivo para que as empresas concedam essa linha de empréstimo é por conta da mudança das regras contábeis que liberam dinheiro para os bancos fazerem empréstimos.

Outro ponto interessante é que as instituições poderão utilizar uma parte de suas perdas para que o benefício fiscal no pagamento do Imposto de Renda  e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido. Para ter um real de benefício, é necessário emprestar 1 real para micro, pequenas ou médias empresas.

Outras opções de empréstimo

Existem outras opções para empréstimo, oferecidos pelo Pronampe é a linha de crédito para micro e pequenas empresas que possuem sua receita anual entre 360 mil reais e 4,8 milhões de reais.

Uma estimativa feita pela Receita Federal, ao todo Brasil, serão mais de 4,58 milhões de micro e pequenas empresas elegíveis para a contratação do empréstimo, contudo o crédito é limitado a 30% da receita bruta anual levando em conta a receita do ano de 2019.

Para aquelas empresas que iniciaram a menos de 1 ano poderá ser utilizada a média de faturamento mensal ou 50% do capital, isso quem definirá será o empreendedor que analisará qual é a melhor opção no momento.

O Pronampe teve seu lançamento no dia 11 de junho de 2020 e garante 15,9 bilhões para que os bancos grandes emprestem recursos para pequenas e médias empresas e foi divulgado que desde o início foi obtido uma grande procura por essa linha de crédito.

De acordo com os dados divulgados pelo ministério da economia, cerca de 11,3 bilhões de reais já foram concedido para as empresas.

Em um primeiro momento foi liberado esse tipo de empréstimo apenas para os bancos do governo federal, ou seja, apenas Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal estavam autorizadas.

No entanto, após ser visto a necessidade que estava tendo e a grande procura, outros bancos privados foram autorizados pelo Banco Central a oferecer as linhas de créditos citadas, dessa maneira o Itaú Unibanco, Bradesco e Santander estão ofertando esses serviços e auxiliando diversas empresas que estão passando por momentos de necessidade.

Esperamos que esse texto tenha sido útil para você, compartilhe com seus amigos para que eles também saibam da novidade envolvendo o Banco Central.  Caso você tenha tido alguma experiência com empréstimos nessa pandemia, compartilhe com a gente através dos comentários.

1 comentário em “Conheça as novas linhas de empréstimo anunciadas pelo Banco Central”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.