Contas digitais: 5 passos para abrir a sua

Muita gente abandonou as contas correntes convencionais e apostou nos cartões de crédito e contas digitais

Anúncios

Só em 2018, mais de duas milhões de contas digitais foram abertas no Brasil. Os números provam o sucesso que essa modalidade faz no país e como a tecnologia chegou com força a vida financeira das pessoas. Principalmente, porque é muito mais fácil ter uma conta bancária atualmente.

Além disso, as contas digitais não deixam a desejar no quesito serviços bancários. Assim como todas as outras de grandes bancos físicos, as contas digitais funcionam com transferências, depósitos, campos de pagamentos e controle financeiro, como uma conta funciona.

Atualmente, diversas opções são oferecidas no Brasil. O cliente pode escolher o que se encaixa melhor no seu perfil, desde contas digitais para jovens ou opções mas quem já é antigo em finanças. O melhor de tudo, é que são poucas exigências para o cliente abrir a conta digital.

Normalmente, é preciso apenas enviar fotos dos documentos mais importantes, como RG, CPF e comprovante de residência. Para conseguir aprovação para cartão de crédito e fazer investimentos, a comprovação de renda é exigida também através de fotos e outros informes.

Depois de aprovada, em poucos minutos a conta está efetivamente aberta e pronta para uso. A chegada e liberação do cartão de crédito em média demora mais, em torno de uma semana. Esses são os primeiros passos para entrar neste mundo de contas digitais.

Neste post, vamos falar mais das vantagens e de como abrir a sua conta digital. Muitas vezes esse tipo de conta se encaixa mais no seu perfil do que abrir as contas corrente convencionais em bancos, por exemplo e você nem sabia. Vamos as dicas!

contas-digitais-gratis-
contas-digitais-gratis-

1 – Escolha a conta digital

pesquisando no Google, mais de 20 opções de contas digitais aparecem. Para não perder tanto tempo pesquisando, pense primeiro no que você não gostaria de ter numa conta digital e comece a eliminar as opções. Pense na que melhor vai se encaixar nos seus planos e atender suas necessidades.

Por exemplo, se você não aguenta mais pagar tarifas, anuidade e juros, busque a conta com a menor taxa do mercado e a que não vai te cobrar tarifas de manutenção de conta. Para cartão de crédito, a maioria não cobra anuidade, mas escolha um que no futuro não irá abusar financeiramente de você.

Indicamos o Nubank ou o Digio, que cobram poucas tarifas e não exigem anuidade. Depois de escolher a melhor marca, deixe seus documentos separados para começar a abrir sua conta digital. Lembrando que tudo precisa estar digitalizado.

2 – Digitalize os documentos

Tire fotos do seu RG, CPF e de algum comprovante de residência ou passe em um scanner. Caso queira cartão de crédito ou fazer investimentos com sua conta, separe todos os seus comprovantes de renda ou extratos de outras contas bancárias para receber um bom limite e poder ter uma boa margem para investir. Após esse procedimento, é só aguardar os alertas de confirmação emitidos pela instituição financeira.

3 – Baixe o aplicativo

É mais funcional fazer esse processo pelos aplicativos das contas digitais. É mais fácil de manusear e muito mais rápido que abrir pelo computador, por exemplo. Nesse caso é importante observar critérios de segurança para que você não baixe algum aplicativo pirata e informe seus dados pessoais em local errado.

No mesmo aplicativo, após enviar seus documentos, você acompanha o status do seu pedido e em quanto tempo tudo estará pronto para uso. Aproveite para conhecer todos os campos e aprenda a mexer na sua nova conta.

4 – Defina como irá usá-la

Ela vai ser sua conta principal, ou uma conta para emergências? Para cada caso, uma funcionalidade. Caso você utilize muito os serviços transferências para mesmo banco ou outros bancos, aconselhamos usar uma conta corrente, mais popular mesmo para não pagar tantas tarifas de DOC ou TED.

Caso você queira apenas receber salário, utilizar os cartões de crédito e débito e aproveitar as opções de investimento, deixe sua conta digital como a principal. Isso porque mais movimentação é garantia de benefícios e você fica por dentro de todas as novidades da sua conta digital.

5 – Conheça sua conta

Passe um tempo mexendo no aplicativo, veja tudo o que ela te oferece e pense nos serviços que podem ser benéficos para o seu caso. Quanto mais você saber o potencial da conta, mais usará com sabedoria, sem ter problemas. Não só saber quanto dinheiro tem lá, mas o que o banco digital oferece para você fazer com aquele dinheiro é importante.

Com o cartão de crédito, fique de olho na sua fatura, principalmente nos encargos. Saiba exatamente com o que você está gastando e se as tarifas cobradas são justas. Isso é usar com sabedoria e ter uma conta digital como aliada da organização financeira, assim como o cartão de crédito.

É simples mudar de uma conta corrente convencional para a conta digital, basta você querer mudar o jeito tradicional de utilizar serviços bancários. Para o cliente antigo em movimentações financeiras, as facilidades vão surpreender, principalmente associadas a tanta tecnologia.

Sem sair de casa, você paga contas, faz transferências, confere saldo, solicita aumento de limites e muito mais. Tudo isso na palma da sua mão, apenas usando a internet, em qualquer lugar que você estiver. Depois que você usar uma conta digital, não irá querer voltar as contas convencionais.

Dê uma chance para esse mundo digital e aproveite as vantagens de ter uma conta com poucas tarifas, usabilidade, mobilidade e de fácil pedido. Pesquise muito qual marca te agrada e tente por um tempo, sem encerrar sua antiga conta. Tire suas conclusões e após isso, com certeza vai preferir utilizar serviços bancários digitais.

 

Gostou deste conteúdo?

COMPARTILHAR
COMPARTILHAR
TWITAR

VEJA TAMBÉM:

Copyright © 2019 – 2021 Dinheiro Bem Cuidado CNPJ: 23.654.977/0001-28

0

Aguarde… Carregando Conteúdo