Fim do RG, veja o que muda com a nova Carteira de Identidade

Use o novo ID para ver as alterações relacionadas ao antigo RG

Anúncios

Vários estados do país vão começar a emitir novas carteiras de identidade nacional (CIDs) este ano, que substituirão o atual modelo de identificação, mais conhecido como RG.

A emissão das novas carteiras nacionais de identidade começa nesta terça-feira (26), e o primeiro estado a emiti-las é o Rio Grande do Sul.

Então, a partir de agosto, Acre, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco e Paraná começarão a publicar novos documentos.

No entanto, não há previsão de quando outros estados começarão a emitir novos CIDs, mas de qualquer forma, o prazo mais longo para começar a emiti-los é março de 2023.

________________
________________

Quais são as mudanças no novo documento?

A nova carteira de identidade nacional utilizará o número de inscrição do Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) como um registro universal e único, válido em todo o território nacional.

O novo modelo de documento de identidade virá com um código QR que pode ser lido facilmente por qualquer dispositivo adequado, incluindo smartphones.

Desta forma, o cartão de identificação permitirá a verificação eletrónica da sua autenticidade, bem como a identificação se o documento foi roubado ou extraviado.

O novo documento também pode ser utilizado para viagens ao exterior devido à inclusão de um código padrão internacional chamado MRZ (Machine Readable Zone).

No entanto, o Brasil até agora chegou a um acordo para usar documentos de identidade apenas nas estações de imigração nos países do MERCOSUL.

fechar um problema sério

Até que uma nova versão do documento de identidade que usa o CPF como número de verificação seja atualizada, o sistema atualmente em vigor é profundamente falho.

Isso porque antes disso, todos os estados do país que emitiam carteiras de identidade emitiam um documento com um número específico.

Dessa forma, uma pessoa que tirar a primeira cópia em um estado e solicitar a segunda cópia em outro estado terá dois números de identificação.

Isso possibilita que os cidadãos de cada país tenham até 27 números de identidade diferentes, uma questão importante que só agora está sendo corrigida, afinal, o CPF do cidadão será o número de autenticação do documento.

validade

O novo bilhete de identidade nacional é válido até aos 60 anos e é válido por 10 anos, no entanto, para os maiores de 60 anos, o antigo RG continuará a ser válido por tempo indeterminado.

Por fim, o novo modelo de RG não será exigido até 2032, para que os cidadãos não precisem se apressar para liberar novos documentos, pois cada cidadão tem tempo de sobra para atualizar os documentos.

Gostou deste conteúdo? Siga-nos no Google Notícias:

COMPARTILHAR
COMPARTILHAR
TWITAR

VEJA TAMBÉM:

Copyright © 2019 – 2021 Dinheiro Bem Cuidado CNPJ: 23.654.977/0001-28

0

Aguarde… Carregando Conteúdo