Hedge – Descubra o que é e quais são os seus tipos

O Hedge é um dos conceitos mais interessantes dentro do mercado financeiro e, por essa razão, entender o tema é fundamental para qualquer investidor.

Anúncios

Portanto, fique comigo até o final, pois aqui falarei tudo o que é preciso sobre o tema.

Boa leitura!

Anúncios

O que é Hedge?

Hedge é uma palavra em inglês que traduzida livremente significa Cerca ou Limite.

Anúncios

Portanto, quando o mercado financeiro fala sobre hedge, está falando sobre uma proteção nos investimentos, precisamente sobre a forma de cercar os investimentos realizados limitando os preços dos ativos.

De maneira simples, o hedge serve como um mecanismo de proteção de operações financeiras que são expostas em razão da alta taxa de volatilidade.

Ou seja, isso significa que ela serve para os investimentos que estão em constante variação de preço.

Anúncios
Anúncios

Essa é uma proteção feita a partir de uma estratégia de definição do preço futuro de um ativo, tomando sempre como base as cotações atuais.

Na maior parte das negociações, o hedge é utilizado em comodities.

Como os valores do comodities varia muito, o hedge ajuda os compradores e os vendedores na previsibilidade.

Portanto, entender sobre essa estratégia vai te ajudar a aumentar as suas chances de sucesso e assim suavizar os riscos da renda variável.

Tipos de hedge

– Commodities:

Já que mencionei acima como exemplo a commodities, vamos começar por esse tipo de hedge.

A ideia do hedge nesse tipo de investimento é conseguir evitar o efeito da imprevisibilidade do movimento do mercado.

RECOMENDADO PARA VOCÊ:

CONTA + CARTÃO DE CRÉDITO PAN
   

Como os commodities fazem parte da venda dos contratos futuros, a ideia aqui é conseguir fazer com que os valores fixem.

Ou seja, se o valor dos commodities diminuem, o valor do contrato futuro é mantido, assim como se aumentar o valor.

Esse tipo de situação ajuda a controlar o mercado, evitando que a imprevisibilidade acabe prejudicando as negociações e afete todo o resultado da produção dos produtos.

– Cambial:

Esse tipo de hedge tem como foco reduzir o máximo possível o prejuízo causado pela variação das moedas.

Assim, além de conseguir proteger os investimentos da moeda, essa é uma estratégia utilizada por empresas que importam e exportam produtos.

Isso acontece porque as empresas utilizam os dados para estimar o valor de negociações em determinada moeda e assim realizar seus planejamentos.

Nesse caso, o hedge cambial acontece de três maneiras:

– Cambial com moeda em espécie:

O investidor compra as moedas quando o preço do mercado está em cada e vende quando os valores estão valorizados.

É muito comum os investidores utilizarem essa estratégia quando for viajar ou realizar compras em outros países.

– Cambial feito com contratos de mercado futuro:

Aqui o hedge funciona com a definição de condições para compra e venda sobre a variação da moeda estrangeira e como ela está sendo negociada.

– Opções de compra de moeda:

Por fim, o investidor assume o direito de comprar moedas no futuro, entretanto, os valores são definidos no momento da contratação.

– Hedge em ações:

O hedge das ações é a maneira de você conseguir evitar a volatilidade dos papéis na Bolsa de Valores negativamente.

Essa estratégia pode ser realizada da seguinte maneira: Você compra opções de ações ou investimento em índices que são beneficiados com os movimentos que o mercado faz.

Por essa razão é importante que você mantenha o foco e realize os seus investimentos dentro do seu planejamento.

Seguindo bem essas estratégias, de acordo com as suas necessidades, você aumenta as chances de obter sucesso e ainda proteger o seu dinheiro.

 

Anúncios

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima