Imposto de Renda 2022: prazo para entregar a declaração acaba em 31 de maio

O Imposto de Renda é uma das tarifas mais populares do Brasil, porém poucas pessoas declararam e as que declaram sempre possuem dúvidas.

Anúncios

De acordo com a Receita Federal, mais de 20 milhões de pessoas já apresentaram a Declaração do Imposto de Renda para Pessoa Física, referente ao ano-calendário de 2021. Apesar do número alto, muitos brasileiros acabam deixando para entregar a declaração de última hora. 

Pensando nisso, a Receita Federal decidiu prorrogar para o dia 31 de maio de 2022 o prazo final para a entrega da declaração de ajuste anual do Imposto de Renda.  A expectativa é de que 34,1 milhões de declarações sejam enviadas até o final do prazo.

De acordo com o órgão, a prorrogação do prazo se deu para diminuir eventuais efeitos da pandemia da Covid-19 que possam dificultar o processo da declaração do IR, já que alguns órgãos e empresas ainda não estão com seus serviços de atendimento totalmente normalizados. O prazo previsto anteriormente era 29 de abril.

Imagem: Pixabay

Dicas para sua declaração de Imposto de Renda

O ideal é não deixar para a última hora. Para acelerar o processo, é possível fazer o preenchimento prévio da Declaração de Ajuste Anual – Declaração do IR – reunindo os principais documentos necessários. Confira quais são eles: 

  • Comprovantes de todas as rendas referentes ao ano de 2021;
  • CPF de todos os dependentes (de qualquer idade) e os informes de rendimentos e despesas dos mesmos;
  • Recibos de despesas médicas;
  • Recibos de gastos com educação;
  • Compra e venda de bens (notas fiscais, recibos de pagamentos, contratos, escrituras e demais documentos relacionados a compra, venda ou financiamento de bens em 2021.

Quem deverá declarar o IR em 2022?

De acordo com as regras para este ano, serão obrigados a apresentar a Declaração de Ajuste Anual os cidadãos que tiveram, em 2021, rendimentos tributáveis com valor acima de R$ 28.559,70.

Prazo de pagamento do imposto também foi prorrogado

A Receita Federal também alterou o prazo para pagamento do imposto. Agora, o pagamento poderá ser feito até o final de maio. 

As datas permitidas para pagamento por meio do débito automático passam a ser 10 de maio, para a primeira cota, e até 31 de maio para as demais. Vale frisar que quem perdeu o prazo de 10 de maio vai precisar pagar a primeira parcela via DARF. 

Restituição do Imposto de Renda 2022

Mesmo com a prorrogação do prazo da entrega da declaração até o próximo dia 31 de maio, a Receita Federal não alterou o calendário de lotes de restituição do IR 2022, seguindo o mesmo.

Após a entrega da declaração do Imposto de Renda 2022, vários contribuintes terão direito à restituição do IR. A restituição nada mais é do que um modo de devolução de imposto pago a mais durante o ano fiscal.

Para os que conseguirem restituir parte do imposto pago, o dinheiro será recebido entre maio e setembro, podendo ser recebido via Pix. Confira abaixo as datas de pagamento de acordo com cada lote:

  • 1º lote: 31 de maio;
  • 2º lote: 30 de junho;
  • 3º lote: 29 de julho;
  • 4º lote: 31 de agosto;
  • 5º lote: 30 de setembro.

Terão prioridade no recebimento da restituição as pessoas que têm acima de 60 anos, pessoas com deficiência física ou mental ou moléstia grave, além de contribuintes que possuem como maior fonte de renda o magistério. Depois disso, serão restituídos os valores de acordo com a data em que a declaração foi enviada.

Gostou deste conteúdo?

COMPARTILHAR
COMPARTILHAR
TWITAR

VEJA TAMBÉM:

Copyright © 2019 – 2021 Dinheiro Bem Cuidado CNPJ: 23.654.977/0001-28

0

Aguarde… Carregando Conteúdo