Imposto de renda: o que fazer se não receber a restituição no primeiro lote

O imposto de renda é o momento em que temos que declarar à receita federal tudo o que ganhamos e gastamos no ano anterior. Desta maneira, quando fizermos isso, pode ser necessário ter que pagar imposto ao governo.

No entanto, também pode ser que tenhamos que receber um dinheiro de volta, o chamado imposto retido na fonte. No entanto, o pagamento não acontece de forma imediata, mas em lotes divididos e pagos de forma escalonada para as pessoas.

Desse modo, o primeiro lote em 2023 sai no dia 31 de maio e fica disponível para os clientes. Aliás, atualmente há a possibilidade de receber em conta corrente ou poupança e também receber por PIX, o que teoricamente fica mais fácil.

O que acontece se não receber no primeiro lote?

Agora, o que também pode acontecer é de não receber o dinheiro já no primeiro lote de restituição. Entretanto, se não receber, isso não é necessariamente motivo para preocupação.

Primeiramente, que nem todos vão mesmo receber nessa primeira leva. Afinal de contas, a prioridade é sempre para idosos com 60 anos ou mais e para pessoas com graves problemas de saúde.

Além disso, quanto mais cedo fizer a declaração no início do ano, mais cedo vai ter o dinheiro na conta. Então, se demorar para fazer a declaração do imposto de renda, naturalmente vai receber um pouco mais tarde.

Contudo, se mesmo assim, tiver dentro dos critérios para o primeiro lote e não receber, poderá acender o sinal de alerta para uma possível retenção de malha fina. Ainda assim, não é motivo para fazer alarde.

Isso porque, se cair na malha fina, poderá ainda fazer uma chamada declaração retificadora, corrigindo os possíveis erros na declaração anterior. Neste caso, vai receber a restituição, mas também vai demorar um pouco mais.

E, para saber se teve algum problema específico, poderá entrar em contato com a Receita Federal. Mas, para ficar ainda mais fácil, poderá acompanhar a evolução da declaração do Imposto de Renda no site do e-Cac.

Por lá, a Receita Federal faz todo o levantamento do que está acontecendo durante o progresso da entrega da declaração de Imposto de Renda. E, no final das contas, o cidadão poderá ficar quite com a receita federal e não ter nenhum problema fiscal no futuro, onde poderá ficar, por exemplo, impedido de comprar imóveis e outros bens.

Saiba mais: Aposentados e pensionistas vão ter bônus. Saiba como. 

Keila Andrade

Jornalista especializada em textos em SEO.