Mais pobre – Em contramão no mundo brasileiro tem década mais pobre

O Brasil foi contramão do mundo e ficou mais pobre na última década.

Anúncios

Segundo os estudos do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas, entre 2011 e 2020, o PIB per capita do país acabou recuando 0,2% ao ano.

Durante esse mesmo período, a riqueza mundial apresentou um crescimento por ano de 0,4%.

O desempenho do PIB per capita do país foi calculado em PPC, ou seja, em Paridade do Poder de Compra, o que torna simples realizar a comparação entre os países, já que ela exclui o efeito do câmbio nas moedas.

Em 2011, o brasileiro tinha uma renda anual de US$ 14.931,10, mas, em 2020 ela caiu para US$ 13.777,44.

O que explica o brasileiro mais pobre nessa década?

O desempenho fraco do Brasil pode ser explicado de diversas maneiras e são maneiras bem perversas.

Entre os anos de 2014 e 2016 o país acabou passando por uma dura recessão e a partir dai apresentou uma retomada lenta nos três anos seguintes.

Desta forma, o país viu o PIB despencar em um total de 4,1% no ano passado, em razão dos impactos da economia causada pelo novo coronavírus.

Diante dessas recessões e da pandemia, o PIB do Brasil tem a sua pior década em 120 anos.

Além disso, na década passada a situação das contas públicas acabou se agravando, o que resultou na crise fiscal que vem se arrastando até os dias de hoje.

Outro item que influenciou diretamente a situação do Brasil foi o impeachment da ex-presidente do Brasil, Dilma Rousseff.

Se toda essa situação levou o país para uma situação ruim, teve como piorar. Em 2015 o Brasil perdeu o seu grau de investimento, um selo de bom pagador.

Brasil não apresenta sinais de melhoras

A década que vem se iniciando está apresentando já seus sinais de fraqueza. Desta forma, o país não deve apresentar uma melhora expressiva na renda do brasileiro.

Além disso, o país atualmente está vivendo grandes incertezas como o agravamento da pandemia e o lento processo de vacinação, minando assim as expectativas do crescimento.

Brasileiro mais pobre – Incertezas na política econômica influenciam

Existe uma incerteza significativa na condução política econômica do país, principalmente relacionada do governo Jair Bolsonaro.

A incerteza principal é se a agenda liberal que foi prometida na eleição do ano de 2018 será trocada por medidas populistas, principalmente depois da intervenção na Petrobras.

Segundo os especialistas, é visível o risco na trajetória do presidente da República, enquanto ele era um membro do Congresso e como deputado.

Mesmo que tenha ocorrido uma tentativa avançada e vender uma agenda associada ao ministro Paulo Guedes, desde o início desse governo, havia ficado evidente que a relação do presidente com essa agenda era limitada.

Mercado de trabalho

Um dos fatores que faz com que a melhora na condição de vida do brasileiro fique evidente é o quadro de emprego que o país vem passando.

O país ainda não conseguiu se recuperar nos períodos de 2014 e 2016 e já foi novamente abatido pela pandemia do coronavírus.

A taxa de desemprego no país o ano passado, encerrou com 13,9% da população que pode trabalhar, estava desempregada.

Assim, o valor total de desemprego chegou a 13,9 milhões de pessoas.

 

 

 

 

Patrocinados:

Gostou deste conteúdo?

COMPARTILHAR
COMPARTILHAR
TWITAR

VEJA TAMBÉM:

Copyright © 2019 – 2021 Dinheiro Bem Cuidado CNPJ: 23.654.977/0001-28

0

Aguarde… Carregando Conteúdo