Petrobras anuncia 1º gasolina carbono neutro no Brasil

Na terça-feira (19), a Petrobras anunciou o lançamento da Gasolina Petrobras Podium carbono neutro, tornando-se a pioneira no mercado brasileiro a oferecer esse tipo de produto. Essa conquista implica que todas as emissões de gases de efeito estufa geradas ao longo de todas as fases da produção desse combustível serão completamente compensadas por meio de iniciativas de preservação ou restauração de ecossistemas nacionais.

A Gasolina Petrobras Podium está disponível no mercado desde 2002 e tem sido constantemente aprimorada ao longo dos anos. É reconhecida por ser um combustível de alto desempenho, caracterizado pelo menor teor de enxofre disponível no mercado e pela octanagem mais elevada em sua composição. Isso não apenas melhora o rendimento dos veículos, mas também promove a eficiência no transporte, além de reduzir as emissões de gases de efeito estufa.

Para conquistar a designação de “carbono neutro” para esse combustível, a Petrobras adotou a metodologia de Avaliação do Ciclo de Vida (ACV). Por meio dessa abordagem, foi possível calcular as emissões de gases de efeito estufa associadas ao produto, abrangendo todas as etapas do ciclo de vida, desde a extração e produção das matérias-primas até o transporte, processamento, distribuição e uso final. Os resultados obtidos passaram por uma revisão rigorosa por parte de especialistas da consultoria ACV Brasil.

CONHEÇA MAIS BENEFÍCIOS:

DINHEIRO ESQUECIDO

A Petrobras destaca que as emissões decorrentes da Gasolina Petrobras Podium serão compensadas antecipadamente, antes mesmo de chegar às mãos do consumidor final. A empresa reitera seu compromisso em aumentar os investimentos em soluções de baixo carbono e em oferecer produtos mais sustentáveis e eficientes.

A Gasolina Petrobras Podium é produzida na Refinaria Presidente Bernardes, localizada em Cubatão, São Paulo, e está disponível apenas em postos de combustível selecionados da Petrobras nas principais cidades do país.

Mercado de carbono

O mercado de carbono desempenha o papel de um mecanismo que compensa as emissões de gases de efeito estufa. Nele, acontece a troca de créditos de carbono originados de iniciativas que contribuem para a redução dos níveis de gases na atmosfera.

Simplificando, esses créditos funcionam como uma espécie de moeda que empresas podem comprar para compensar as emissões resultantes de suas operações e do uso de seus produtos. A promoção do mercado de carbono é amplamente reconhecida por especialistas em meio ambiente como uma estratégia essencial no combate ao aquecimento global. Essa abordagem é um dos principais instrumentos para cumprir os compromissos estabelecidos no Acordo de Paris, que foi assinado em 2015 por quase 200 nações, incluindo o Brasil. Esse acordo estabeleceu metas para a adoção de medidas destinadas a reduzir as emissões de gases de efeito estufa.

Recentemente, a Petrobras ingressou nesse mercado ao adquirir 175 mil créditos de carbono, os quais foram gerados a partir de iniciativas de preservação da Floresta Amazônica. Cada crédito tem a capacidade de neutralizar a emissão de uma tonelada de dióxido de carbono equivalente.