Pix: Entenda como funciona essa nova maneira de pagar

Desde que o Banco Central anunciou em fevereiro a nova modalidade de pagamentos, chamada PIX, muitas pessoas ficara em dúvida de como ela irá funcionar e como afetará a vida de cada um dos brasileiros.

Anúncios

Nesse texto, você irá encontrar todas as respostas para as suas perguntas sobre o PIX. confira:

Conheça a forma de pagamento que veio para revolucionar o mercado financeiro: o PIX

pix
Descubra quando será disponibilizado o parcelamento com o PIX!

O que é PIX?

Primeiramente é válido explicar mais afundo o que é o PIX, ele é uma nova maneira de realizar pagamentos, que a partir dele serão instantâneos, levando apenas 10 segundos para realizar a transferência bancária.

Anúncios

O principal objetivo da criação do PIX é fazer com que as transferências bancárias sejam mais baratas, pois normalmente, as instituições cobram para realização de TEDs e DOCs, além do fato do pagamento de constas são feitos através de boletos, transações fiscais, por cartões e dinheiro vivo.

Como sabemos, algumas dessas transações podem levar diversos dias e no caso do dinheiro vivo, poderá trazer risco para o pagador e o recebedor, com o PIX tudo isso será coisa do passado, pois não haverá risco, demora ou custo na hora das transações.

O PIX irá funcionar 24 horas por dia, durante os 7 dias da semana, em absolutamente todos os dias do ano, diferentemente das tradicionais formas de transferência que não funcionam 24 horas por dia, muito menos todos os dias do ano.

Essa nova ferramenta irá funcionar da mesma maneira que a transferência entre contas de um mesmo banco funcionam, de maneira instantânea, só que não irá ter que se preocupar se o banco for diferente.

Anúncios

Será possível realizar pagamentos parcelados?

Em um primeiro momento não serão ofertadas a possibilidade de realizar pagamentos de forma parcelada, contudo as instituições financeiras permitirão que os clientes façam pagamentos usando as linhas de crédito como, por exemplo,  cheque especial, cartão de crédito e empréstimo pessoal.

Dessa maneira será possível realizar parcelamento/ financiamentos após a compra pelo próprio aplicativo da instituição de você escolher.

Fique tranquilo, pois existe a expectativa que para o ano de 2021 já exista a opção para realizar o pagamento de maneira parcelada, a partir do momento em que o Banco Central integrar os pagamentos parcelados com o PIX.

Vai ser possível sacar em estabelecimentos comerciais?

No ano que vem, além da opção de parcelar as compras, é possível que o Governo Federal inclua a possibilidade que permitirá que os consumidores realizem saques em estabelecimentos comerciais como padarias, supermercados e outros, tendo a previsão para o segundo trimestre.

Quando que o PIX começará a ser usado

De acordo com a matéria da Nubank sobre o PIX, ele começará a funcionar de maneira oficial no dai 3 de novembro em todos os bancos com mais de 500 mil contas ativas deverão ofertá-lo para seus clientes e no dia 16 de novembro começará de maneira efetiva.

Quem poderá realizar as transações?

De acordo com o Banco Central, as transações utilizando o PIX poderão ser feitas entre:

  • Pessoas físicas;
  • Pessoas físicas e estabelecimentos comerciais;
  • Estabelecimentos;
  • Entes governamentais, para o caso de impostos e taxas.

Como utilizar o PIX?

Existirão algumas maneiras para utilizar o PIX que o Banco Central regulamentou, podendo ser:

  • Através da informação dos dados bancários das pessoas que vão receber o pagamento, exatamente da mesma maneira que se faz um TED ou DOC, atualmente, tendo que informar: nome completo, CPF, número da instituição, agência e conta;
  • De uma maneira mais simplificada utilizando uma chave PIX que o usuário irá adicionar a uma conta que já possui;
  • Através da leitura de QR Codes, estáticos ou dinâmicos.

O que é chave PIX?

A chave PIX é basicamente um “apelido” que você cadastrará em sua conta do banco e será utilizado para identificá-la, para que o seu dinheiro seja enviado para ela.

Você poderá utilizar como chave de sua conta o CPF, CNPJ, e-mail, número do telefone celular ou até mesmo a chamada chave aleatória.

De uma maneira geral, a chave PIX é a informação que o usuário dará a alguém para que a transação seja feita, invés de ter que dar todos os dados convencionais, apenas um será o suficiente.

As pessoas físicas tem a possibilidade de registrar até 5 chaves por conta que seja titular, já as pessoas jurídicas poderão cadastrar até 20 chaves.

Fique atento, pois não será possível cadastrar a mesma chave em mais de uma conta, por exemplo, você só poderá cadastrar o seu CPF em uma conta, não podendo adicioná-lo em outra, caso deseje trocar a conta, é necessário que seja realizada a portabilidade.

Desde o dia 5 de outubro as pessoas já podem realizar o cadastro de sua chave nas instituições financeiras, processo realizado através do aplicativo do banco.

Como funcionarão as transações com QR Code?

Para realizar a transação por QR Code o usuário deverá apresentá-lo e então ele será lido por qualquer tipo de smartphone. O Banco Central disse que cada tipo de QR Code terá uma finalidade:

  • O estático será utilizado para múltiplas transações, permitindo que seja definido um valor para o produto, podendo ser utilizado para transferência entre duas pessoas, como exemplo.
  • Já o QR Code dinâmico foi idealizado para pagamentos de compras, contendo informações diferentes para cada transação e com isso permitindo a adição de novas informações.

Detalhes de como cada cliente irá gerar os QR Codes ainda não foram divulgados e dependerão do prazo para a sua implementação, por isso nos resta aguardar até que o Governo Federal libere um maior número de informações.

Nós esperamos que esse texto tenha sido útil para você, compartilhe com seus amigos para que eles também conheçam o PIX e fiquem por dentro de tudo que envolve ele. Além disso, aproveite para comentar a sua expectativa em relação a ele.

Anúncios
Rolar para cima