Preciso cumprir o aviso prévio se eu conseguir um novo emprego?

Quando um trabalhador se demite ou é demitido, esse trabalhador geralmente precisa fazer trabalho extra na empresa.

Esse período extra de tempo que você tem para trabalhar é chamado de aviso prévio, em que a parte interessada em rescindir o contrato notifica a outra parte do seu desejo de rescindir o vínculo empregatício.

O aviso prévio existe para que a produtividade da empresa e dos trabalhadores não seja comprometida com a rescisão do contrato de trabalho.

Dessa forma, rescindido o contrato de trabalho, o empregado deverá trabalhar por, no mínimo, mais 30 dias para dar tempo de ambas as partes reorganizarem a baixa.

Cumprindo o aviso prévio

Quando um trabalhador decide pedir demissão, a empresa deve ser notificada com 30 dias de antecedência, período durante o qual o trabalhador deve continuar a exercer as suas atividades normais.

Dessa forma, caso um trabalhador opte por não cumprir o prazo de aviso prévio, ele pode solicitar à empresa uma dispensa, que pode ou não ser concedida.

No entanto, se a empresa não aceitar um pedido de dispensa do aviso prévio, a empresa pode descontar esse tempo da verba rescisória mesmo que o trabalhador não queira cumprir o aviso.

Vale lembrar que mesmo que um trabalhador seja contratado para um novo emprego durante o período de aviso prévio, ele terá um desconto da antiga empresa pelo descumprimento do prazo de 30 dias.

No entanto, se um trabalhador for despedido pela empresa, o tratamento é diferente, ou seja, em caso de despedimento sem justa causa, o trabalhador tem direito a um aviso prévio que pode exceder 30 dias.

Se a demissão for iniciada pela empresa, o período de aviso prévio pode variar de 30 dias a 90 dias, dependendo das circunstâncias.

Isso ocorre porque o período de aviso prévio aumenta em 3 dias para cada ano que você trabalha com a empresa. Então esse aumento é limitado a 60 dias extras, então pode ir até 90 dias, que são 60 dias extras mais os 30 dias habituais.

Edson

Iniciando o primeiro período na faculdade de cinema e redator. Trabalhando com a escrita desde 2018, sempre encarei os meus textos com grande responsabilidade, e escrever sobre finanças e economia não vai ser diferente. Descomplicar esses temas para o público geral com certeza é o meu maior desafio, e espero que vocês me acompanhem nessa.