Prova de vida: saiba como ficam as mudanças para 2023

Prova de vida será feita por cruzamento de dados este ano.

A prova de vida, uma ação feita pela Previdência Social para garantir que o beneficiário ainda está vivo, agora terá mudanças em 2023. Assim, quem é aposentado ou pensionista do INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social), terá algumas facilidades.

Primeiramente, a principal mudança é que, agora, os beneficiários não precisam mais se preocuparem com isso. Tudo porque o próprio governo vai cruzar os dados e ver se a pessoa está viva ou não.

Desta maneira, a prova de vida se torna mais fácil e mais exata, minimizando riscos de fraudes. Agora, documentos como a renovação da CNH (Carteira Nacional de Habilitação), passaporte e até mesmo a carteira de vacinação podem ajudar o INSS a comprovar a prova de vida.

Prazo para analisar a prova de vida

Agora, esse cruzamento de dados do beneficiário vai acontecer a partir da data de aniversário até os dez meses seguintes. Com isso, se tiver alguma divergência de dados, o INSS vai entrar em contato com o beneficiário.

Primeiramente, o beneficiário terá uma notificação prevista pela agência bancária ou pelo telefone 135 e também pelo aplicativo Meu INSS.

Ainda assim, antes que isso acontece o beneficiário poderá fazer também a prova de vida por conta própria. Antes, ele era obrigado a fazer o serviço, segundo as regras do governo federal.

Saiba também: Pessoa de baixa renda: como funciona a aposentadoria

Keila Andrade

Jornalista especializada em textos em SEO.