Real digital: Conheça a nova moeda do Banco Central

Não é novidade que o dinheiro físico vem perdendo espaço em meio a novos meios de pagamentos digitalizados como as criptomoedas. Dessa forma, o Banco Central anunciou que lançará sua própria moeda digital denominada real digital.

Anúncios

Um fator que contribuiu ainda mais para que os meios de pagamento fossem modernizados rapidamente, foi a pandemia de COVID-19 já que o número de moedas físicas circulantes caiu de forma drástica em todo o país.

O processo de emissão de moedas digitais por parte de bancos centrais é denominado CBDC, que vem sendo estudado no mundo todo e foi levado em consideração pelo governo brasileiro ainda no ano de 2020.

Anúncios

Como deverá funcionar o real digital

Ainda não se sabe detalhadamente como o real digital deverá funcionar em nosso país, porém o presidente do Banco Central já anunciou publicamente que soltará as informações aos poucos sobre este novo projeto.

Anúncios

Vale esclarecer que esta não será uma nova moeda e sim o real comum de maneira digitalizada. Sendo assim, ao invés de ocorrer emissão de papel-moeda por parte do Banco Central, a emissão ocorrerá de forma tradicionalmente digital.

Dessa forma fica claro que esta nova funcionalidade será controlada e fiscalizada interinamente pelo próprio Banco Central, da mesma forma que acontece com o papel-moeda. Vale a pena ressaltar também que o dinheiro físico não deixará de ser usado ou emitido.

Haverá diferenças entre criptomoedas e o real digitalizado?

A resposta é sim, pois embora ambas sejam moedas digitais, serão consideradas diferentes, principalmente porque o real digital é regulamentado pelo Banco Central e será apenas uma forma representativa do real comum.

Anúncios
Anúncios

Esse novo meio de pagamento também não coloca em risco os Bitcoins, que já tiveram valorização acima de 100% este ano. De forma geral, o propósito dos Bitcoins são amplamente divergentes do novo real digitalizado.

O Bitcoin é muito mais usado atualmente como reserva de valor ou como investimento, do que como forma de pagamento propriamente dita. Já o real digitalizado terá emissão que varia de acordo com a economia, tendo como propósito principal, ser um meio de pagamento relevante.

Propósitos

Sabe-se que a moeda digital chegará para tornar os pagamentos e demais transações financeiras mais fáceis e rápidas. Será também uma nova forma de os cidadãos reterem o seu capital, sendo possível utilizá-lo posteriormente em vários tipos de transações.

O real será emitido nessa nova forma tendo ainda cinco propósitos principais que é a inclusão financeira, estabilidade financeira, eficiência de pagamentos, implementação de políticas monetárias e segurança.

Também é esperado que a moeda digital contribua amplamente com a internacionalização do real, já que quando se facilita a circulação através de meios digitais há um aumento considerável sobre o acesso à moeda oficial brasileira.

Embora o real digital seja uma novidade muito atual no Brasil, vários países do mundo já fizeram tal processo. O projeto que se encontra mais avançado e que já está atuando é o da China, e 86% dos bancos centrais mundiais estão avaliando o potencial de tais moedas digitais.

RECOMENDADO PARA VOCÊ:

CONTA + CARTÃO DE CRÉDITO PAN
   
Anúncios

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima