Renegocia: tudo o que precisa saber sobre o programa de dívidas que vai até agosto; veja como participar

Para participar do Renegocia, pode ser qualquer tipo de pessoa, independente de idade e de situação financeira.

Dívidas são um problema para qualquer pessoa e para qualquer família. Afinal de contas, geram uma série de contratempos e, por isso, existem programa como o Renegocia, que busca amenizar e minimizar esses problemas.

Esse programa vai até o dia 11 de agosto e tem a coordenação de duas pastas do governo federal. No caso, se tratam da Senacon (Secretaria Nacional do Consumidor e do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Com isso, os consumidores que estão em situação financeira mais complicada, poderão ter uma chance de limpar o nome. No entanto, o desafio maior é que muitos acabam nem sabendo de programas como esse e perdem a oportunidade.

Participação do Procon no programa Renegocia

De acordo com os dados divulgados pelo Ministério da Justiça, atualmente cerca de 250 unidades do Procon (órgão de defesa do Consumidor) estão atuando no Renegocia. Desta maneira, há muitas possiblidades e chances de conseguir resolver o problema das dívidas familiares.

Neste caso, há muita dúvida pela semelhança com o programa Desenrola Brasil, também lançado neste ano pelo governo federal. No entanto, o Renegocia não tem limite de renda e muitas famílias poderão participar.

Além disso, o Renegocia ainda permite a possibilidade de se conseguir pagar também contas de água e luz que estão em atraso. Nesses casos, a participação do Procon também é sempre importante para renegociar.

No entanto, no Renegocia, tem uma vantagem importante: não existe um valor mínimo ou máximo para renegociar com o credor.

Contudo, também é importante sempre lembrar que, para participar do Renegocia, não entram dívidas como a pensão alimentícia e nem crédito imobiliário, por exemplo, pois, são casos específicos.

Em resumo, para participar do Renegocia, pode ser qualquer tipo de pessoa, independente de idade e de situação financeira.

Por fim, o Renegocia é um esforço ou, ao menos, uma tentativa do poder público, aliado ao Desenrola Brasil, para tentar minimizar as dívidas de mais de 70 milhões de brasileiros.

Desta maneira, como mais gente vai ter capacidade para consumir de novo, sem restrição, poderá até mesmo melhorar as vendas no comércio. Além disso, também tem a questão da autoestima, afinal de contas, com o nome limpo na praça, as pessoas vão se sentir melhor.

E, embora esteja previsto para acabar no dia 11 de agosto, o programa Renegocia poderá, eventualmente, ter um prolongamento ou até mesmo uma segunda edição, em caso de necessidade.

Saiba mais: Bolsa Família. Saiba tudo sobre quem tem final 1. 

 

 

Keila Andrade

Jornalista especializada em textos em SEO.