Taxa de juros: veja como a Selic vai impactar no seu bolso

A Selic é a principal referência anual no mercado brasileiro e foi mantida em 13,75% ao ano.

A taxa de juros da Selic, que é a principal referência anual no mercado brasileiro, foi mantida em 13,75% ao ano. Isso aconteceu após nova reunião dos técnico do Banco Central para definir se subiriam ou abaixaram o valor neste período.

No entanto, o chamado Copom optou por manter o mesmo valor da taxa, uma das mais altas do mundo nos dias atuais. Desta maneira, muita gente reclamou e houve até mesmo um embate entre o Ministério da Fazenda, ligado ao governo federal, e o Banco Central, que tem uma administração independente.

Como a taxa de juros interfere na sua vida?

Agora, com essa notícia durante a semana, muita gente viu, ouviu, mas não sabe como isso, na prática vai influenciar na sua vida. No entanto, muitas vezes uma coisa que parece tão distante pode, de fato, impactar na vida das pessoas.

Então, quando a taxa de juros está mais alta, também há aumento do custo do crédito. Isso porque quando a taxa Selic sobe, as instituições financeiras também aumentam as taxas de juros cobradas nos empréstimos e financiamentos.

Desta maneira, vai tornar o crédito mais caro para as pessoas e empresas. Isso pode reduzir o consumo e o investimento na economia, afetando o crescimento econômico.

Consequentemente, também poderá fazer com que as empresas nacionais invistam menos e possam até demitir funcionários. Com isso, o país pode até mesmo entrar em recessão.

Outros impactos dos juros altos

No entanto, isso também tem lados positivos, principalmente para quem tem maior poder aquisitivo. Por exemplo, quando a taxa Selic é alta, isso torna os investimentos em renda fixa no Brasil mais atraentes para investidores estrangeiros, que buscam retornos mais elevados. Isso pode levar a um aumento no fluxo de capitais estrangeiros para o país, o que pode fortalecer o real e melhorar o balanço de pagamentos.

A taxa Selic também é responsável pela inflação mais baixa. Assim, a taxa Selic é uma das principais ferramentas usadas pelo Banco Central para controlar a alta dos preços. Quando a taxa Selic é aumentada, isso torna o crédito mais caro e desestimula o consumo, o que pode ajudar a controlar a inflação. Por outro lado, se a taxa Selic for mantida muito alta por muito tempo, isso pode prejudicar o crescimento econômico.

Por fim, a taxa de juros mais alta também traz o aumento da rentabilidade de investimentos. Quando a taxa Selic é mais alta, isso torna os investimentos em renda fixa mais rentáveis. Isso pode levar as pessoas a investirem mais em títulos públicos e privados, em detrimento de outros tipos de investimentos, como ações. Então, para quem tem dinheiro aplicado, pode até mesmo se tornar uma vantagem em determinado momento.

 

Veja também: Gasolina mais barata. Veja como será e o que vai mudar nos próximos dias

Keila Andrade

Jornalista especializada em textos em SEO.