Publicidade

Tipos de fundos multimercado e suas vantagens e desvantagens

Depois de termos falado aqui sobre o tema, como ele funciona, vamos falar dos tipos de fundos multimercado.

Publicidade

Portanto, se te interessa entender quais são os tipos, fique comigo até o final.

Publicidade

Boa leitura!

Tipos de fundos multimercado

– Balanceados:

Os fundos multimercado adotam uma estratégia de alocação que já é pré-definida, especificando o mix de investimentos em diversas classes de ativos, incluindo dois itens como:

  • Deslocamentos táticos;
  • Políticas de rebalanceamento explícitas.

Além disso, o benchmark precisa acompanhar a composição desse mix, o que significa que o seu desempenho não pode ser comparado com uma única classe de ativos.

O que você procura?

CARTÃO DE CRÉDITO
   
APROVAÇÃO NO CARTÃO
   
CARTÃO PARA NEGATIVADO
   
CARTÃO SEM ANUIDADE

Por fim, é importante lembrar que aqui é possível realizar alavancagem.

Publicidade
Santander BR

– Livre:

Esses fundos não tem um compromisso de focar em uma estratégia específica de investimento.

Como ela inclui uma variedade de possibilidades, essa categoria é uma das que tem maior volume de investimentos entre os fundos de multimercados.

– Tipos de fundos multimercados – Macro:

Esses são os mercados que realizam operações utilizando estratégias de investimentos que são baseadas em macroeconomias de médio e longo prazo.

– Trading:

Fundos que exploram oportunidades de ganhos a partir de movimentos de curto prazo nos preços dos ativos.

– Long and Short – direcional:

Fazer operações de ativos e derivativos ligados ao mercado de renda variável, montando assim posições compradas e vendidas, com o objetivo de busca resultado com a diferença dessas posições.

– Long and Short – Neutro:

Aqui também se montam posições compradas e vendidas com ativos e derivativos ligados ao mercado de renda variável, mas, ele tem como objetivo manter a exposição financeira liquida limitada a apenas 5%.

– Juros e moedas:

O objetivo aqui são os retornos a longo prazo com investimentos em ativos de renda fixa com risco de juros, risco de índice de preço e também risco de moeda estrangeira.

Portanto, não se tem aqui exposição a ativos de renda variável com as ações.

– Capital protegido:

Esses são os fundos multimercados onde se buscam retornos em mercados de risco procurando se proteger, seja parcialmente ou totalmente o investimento inicial feito.

– Estratégia específica:

Aqui se adotam estratégias de investimento que implique em riscos bem específicos, tais como o futuro de índice ou mesmo as commodities.

– Investimento no exterior:

Para que os investimentos receberam essa classificação, os fundos multimercados precisam investir, pelo menos, 40% do patrimônio liquido em ativos financeiros que estão no exterior.

Além disso, eles são uma das maiores categorias de fundos multimercados.

Quais são as vantagens e desvantagens dos fundos multimercados?

Assim como acontece com outros tipos de investimentos, os multimercados tem algumas vantagens e desvantagens, abaixo falo um pouco mais sobre isso:

Uma das vantagens é que você tem a chance de ter acesso a uma carteira diversificada de ativos de diferentes classes realizando apenas um investimento.

Além disso, você pode contar com uma gestão especializado e profissional, o que lhe dá uma segurança maior ao seu dinheiro.

Outro ponto positivo está na flexibilidade dos fundos, já que você não precisa focar somente em uma estratégia.

Assim, o seu gestor vai poder mudar rapidamente a aplicação caso ele perceba que a primeira não esteja funcionando.

A parte negativa é que como existe uma variedade de ativos e que tem pouca liquidez, os prazos de resgate podem ser bem mais longos do que outros fundos.

Assim, você pode acabar encontrando dificuldades de obter o dinheiro caso você precise dele rapidamente.

Por fim, é importante saber que, assim como existe um potencial de ganho grande, as perdas também podem vir a ser significativas.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.