O que acontece quando você não atualiza o CadÚnico?

O Cadastro Único é importante para todas as famílias de baixa renda que precisam de amparo do governo.

Anúncios

Sempre dando suporte para as famílias com vulnerabilidade econômica, o Cadastro Único (CadÚnico) precisa ser sempre atualizado pelos cidadãos quando ocorre alguma mudança em sua estrutura.

Quando o mesmo começa a trabalhar pelo regime CLT, por exemplo, ele precisa fazer essa atualização. Esse processo precisa ser feito para que você não sofra com problemas no futuro.

De acordo com o Ministério da Cidadania, o CadÚnico não é a única base de dados que garante auxílios e benefícios do Governo Federal para quem precisa. Existem algumas outras maneiras onde podem ser analisadas. 

Qualquer tipo de alteração que não seja comunicada pode fazer com que você perca os benefícios. Sabendo disso, fique atento às suas informações para não acabar perdendo os seus direitos.

Imagem: Pixabay

Auxílio Brasil e atualização do CadÚnico

Você que recebe o Auxílio Brasil e possui a chance de retornar ao mercado de trabalho pelo regime CLT, pode ficar preocupado em fazer a atualização do CadÚnico. Porém, mesmo que você não dê essas informações, o governo consegue saber que você recebe um salário mínimo por mês além do Auxílio.

Assim que o trabalhador retorna para o mercado de trabalho, tendo a sua carteira assinada, o governo consegue obter essas informações por meio da Previdência e Ministério do Trabalho.

Como aponta as novas regras, esse Auxílio Brasil teem como principal foco incentivar o beneficiado a arrumar um trabalho formal. O governo do Brasil leva em consideração para liberar o auxílio à renda per capita do cidadão.

Dessa forma, quando se entra no mercado de trabalho, a sua renda aumenta e você para de receber o Auxílio Brasil. Porém, existem alguns casos em que, mesmo trabalhando pela CLT, a pessoa continua recebendo.

Regra de transição

O Auxílio Brasil é um benefício que permite que quando alguém começa a trabalhar de forma formal, tendo a sua renda superior ao permitido (entre R$210 e R$525), ele ainda vai poder receber o auxílio por dois anos.

Ou seja, cumprirá uma regra de transição, recebendo o benefício e o seu salário do emprego. Porém, se o valor passar a média de R$525,00, ele perde o auxílio. 

Se você precisa atualizar o seu CadÚnico ou tem dúvida sobre a sua situação, compareça até o CRAS mais próximo da sua casa para conseguir resolver isso.

Nova rodada de pagamentos do Auxílio Brasil

No mês de março começou mais uma rodada de pagamentos do Auxílio Brasil. Esse Auxílio veio para substituir o antigo bolsa família, e os critérios para recebê-lo são praticamente os mesmos:

  • Ser de família em situação de extrema pobreza;
  • Ser de família em situação de pobreza; ou
  • Ser de família em regra de emancipação.

As famílias em situação de extrema pobreza são as famílias que tem renda familiar mensal per capita de até R$105,00. Já as famílias em situação de pobreza possuem renda familiar de R$105,01 e R$210,00 por mês.

Os benefícios poderão ser pagos por meio das contas:  

  • Poupança Social Digital; 
  • Conta Corrente de Depósito à vista; 
  • Conta Especial de Depósito à vista; e 
  • Conta Contábil (plataforma social do Programa).  

Para mais informações sobre o Auxílio Brasil e os outros benefícios do Governo Federal você deve procurar o CRAS da sua cidade.

Patrocinados:

Gostou deste conteúdo?

COMPARTILHAR
COMPARTILHAR
TWITAR

VEJA TAMBÉM:

Copyright © 2019 – 2021 Dinheiro Bem Cuidado CNPJ: 23.654.977/0001-28

0

Aguarde… Carregando Conteúdo