Quando é a hora de trocar de cartão de crédito?

Todo cartão tem uma validade, mas antes do tempo pode dar problemas

Anúncios

Quem utiliza cartão de crédito por anos, até esquece que o plástico um dia precisa ser trocado, principalmente pela quantidade de uso. Com o passar do tempo, o chip começa a falhar, assim como a tarja magnética.

O mau uso é uma das causas que obrigam muita gente fazer um novo pedido. Se o cliente molha o cartão de crédito, armazena em local errado ou deixa em lugares perigosos sempre, pode ter certeza que constantemente a troca será solicitada, o que sempre leva muito tempo.

Esse tipo de situação pode dar a entender que você está sem dinheiro na conta, porque pode aparecer aquela mensagem: “não autorizado”. Que constrangimento! Sem falar quando o cartão simplesmente é bloqueado, entre outras medidas tomadas pelo banco para manter a segurança.

Hoje vamos falar sobre algumas situações que levam o bloqueio do cartão de crédito e como utilizar melhor seu parceiro de plástico, ou seja, ter mais cuidado com ele mesmo. Ainda que a data da validade esteja distante, ele pode estar sendo inviabilizado agora por causa de mau uso.

Por que o cartão de crédito dá “não autorizado”?

Não só a falta de saldo pode fazer com que apareça a temida mensagem. Vários motivos fazem com que sua compra não seja autorizada, até os mais básicos. Veja a lista a seguir dos motivos mais comuns.

Falta de saldo

Podemos estar sem saldo e não lembrar. A primeira coisa que pensamos é falta de saldo e pode ser que seja mesmo. Não autorizar a transação pode acontecer até quando você tem saldo, mas ele está “preso” por algum motivo

Transação suspeita

O banco pode não autorizar sua compra se considerar que possa ser fraude. Errar as senhas muitas vezes ou usar demais o cartão de crédito no mesmo dia gera uma atitude suspeita e o banco pode não autorizar as compras ainda que você tenha um bom limite de crédito.

CPF irregular

É costume de alguns bancos bloquear todas as nossas transações bancárias sem nos avisar. O CPF pode ficar irregular pelo simples fato de dados conflitantes serem informados. Por exemplo, digamos que você passou o nome completo da sua mãe em um órgão público e na hora de digitar, o funcionário errou alguma letra. Esse fato pode ser decisivo para mudar a situação do seu cpf, já que o sistema na hora de cruzar dados vai perceber um pequeno erro.

Estouro de limite

O cartão de crédito pode ser recusado quando usamos demais. Sabe aquelas cenas de filme: “senhora, o cartão de crédito foi recusado”. Isso normalmente acontece quando usamos demais o cartão de crédito, esquecemos que temos parcelas a vencer e o limite reduz. Então, tentamos gastar achando que tem limite, mas ele já se esgotou, ou seja, está estourado.

Quais os sinais de mau uso?

O mais latente de todos é a constante troca de cartões. Ainda que você cuide, pode estar armazenando em um lugar que estrague o chip ou tarja magnética, como carteiras sem proteção ou quando deixamos o cartão de crédito solto em uma bolsa cheia de objetos.

Caixas eletrônicos acusam “erro de leitura”

O cliente até troca de caixa eletrônico mas o erro de leitura permanece. O cartão de crédito pode até ser novo não adianta. A dica é tentar limpar com pano seco a tarja magnética e a área do chip, mas, se está com algum risco já é tarde demais. Até umidade pode inutilizar o cartão de crédito

Letras e números apagados ou descolados do cartão

Isso acontece quando o cartão fica demais em ambientes úmidos. A escrita vai ficando gasta e as informações vão se apagando, inclusive o código de segurança do verso. O cartão pode até funcionar depois de muito esforço, mas logo será inutilizado por causa da falta dos números, que é essencial para compras online, por exemplo

Atenção: em tempos de pandemia do novo coronavírus, muitas pessoas passam álcool ou produtos de limpeza direto no cartão. Isso vai diminuir a eficácia dele. Passe os produtos em um pano ou papel, e aí sim, higienize o cartão de crédito para evitar que ele fique constantemente molhado.

Plástico descolando

Ainda que você tente colar, quando o cliente tentar utilizar em um caixa eletrônico o problema recomeça. É plástico que descola e informações que deixam de ser lidas pelas máquinas de cartão e caixas eletrônicos. Assim que isso acontecer, já peça um cartão de crédito novo

Caindo aos pedaços

Não adianta tentar recuperar um cartão de crédito que quebrou. Primeiro porque a tarja magnética já está danificada, então ele só servirá para compras online. Segundo porque não é seguro, já que o cartão de crédito é um objeto cortante e firme, que pode deixar pedacinhos na carteira.

É demorado trocar de cartão?

Muitas pessoas deixam de fazer o pedido de um novo cartão por causa da burocracia, mas, após todos esses detalhes o cartão precisa ser trocado, ainda que a validade esteja longe. Na maioria das vezes é como fazer o pedido de um novo cartão, demora uma semana para que tudo se resolva, além do mais, a versão digital fica disponível para quem é cliente de algumas fintechs.

É melhor esperar do que lidar com o constrangimento de não autorizar transações, ter seu limite bloqueado ou nem ter seu cartão de crédito lido em máquinas ou caixas eletrônicos. Situações como essa podem acontecer quando o cliente mais precisa, então é preciso ter cuidado com cartões de crédito.

Data de validade: leve a sério!

Muita gente não presta atenção no mês e ano de vencimento do cartão de crédito, mas assim que o mês da validade chega, todas as transações com o cartão são bloqueadas quase que de forma automática. O procedimento mais correto é devolver o plástico antigo ao banco para que eles se livrem do cartão de forma segura, mas caso não puder, corte em pedacinhos com uma tesoura e pronto.

Patrocinados:

Gostou deste conteúdo?

COMPARTILHAR
COMPARTILHAR
TWITAR

VEJA TAMBÉM:

Copyright © 2019 – 2021 Dinheiro Bem Cuidado CNPJ: 23.654.977/0001-28

0

Aguarde… Carregando Conteúdo