6 estratégias para diminuir sua fatura do cartão de crédito

Publicidade

Faz algum tempo que os cartões de crédito chegaram no mercado para mudar completamente as coisas e facilitar a vida das pessoas no dia a dia, algo meio difícil de acontecer é você encontrar uma pessoa que não tenha um cartão que utilize diariamente, mas muitas possuem problemas para pagar a fatura do cartão de crédito.

Embora ele seja uma ferramenta muito útil na vida de todas as pessoas, também pode trazer alguns problemas financeiros caso não saibam utilizar de maneira eficiente, pois ao se descuidar pode ser feita uma fatura muito grande e começar a pagar altos juros rotativos. Então nesse texto você irá aprender algumas dicas muito importante na hora de se ter um cartão de crédito. Confira:

Seis dicas para você conseguir diminuir a sua fatura do cartão de crédito

economizar no cartão de crédito
Aprenda como economizar e diminuir sua fatura do cartão de crédito

A principal dica sempre será ter um bom controle financeiro, pois ele fará com que você saiba até onde pode gastar e quais são as melhores horas para parar de comprar coisas supérfluas. Isso é algo muito difícil para uma grande parte das pessoas e se você faz parte desse grupo nós vamos te ajudar com isso.

Publicidade

Dica 1: Utilize o seu cartão de crédito para gastos grandes.

Utilizar o seu cartão de crédito para fazer compras que necessitem de um grande investimento pode ser uma boa solução, pois você conseguirá parcelar o valor do produto, assim podendo comprar aquele produto que está fazendo falta na sua vida.

Para quem tem um orçamento curto e está começando a montar uma casa e precisa de certos eletrodomésticos em um primeiro momento, é uma ótima opção, contudo lembre-se de tomar cuidado de não fazer compras grandes todo o mês, pois isso se tornará uma bola de neve. 

Além disso, você pode usar essas compras para ganhar mais pontos e trocar por outros produtos, saiba como aqui.

Dica 2: Aproveite os descontos e pague no débito

Existem muitas empresas que dão desconto para as pessoas que fazem o pagamento a vista, em alguns lugares o pagamento pode ser superior a 20%, então caso você consiga juntar um dinheirinho extra, procure guardar e investir em coisas a vista, mesmo que sejam pagas com a função débito do cartão de crédito.

Dessa maneira você irá gastar menos e poderá investir o desconto em outro lugar, além de evitar que você compre coisas por impulso, gastando o seu dinheiro de maneira desnecessária.

Dica 3: Defina um teto para limite

Essa é a principal dica para qualquer pessoa, pois é muito importante que você saiba o quanto pode gastar, não pode confundir o seu limite de crédito com o seu limite de renda, porque existem cartões que o seu limite pode ser superior ao que você ganha por mês.

Publicidade

Além disso é sempre importante ter uma planilha financeira para que você consiga anotar todo o dinheiro que entra e todo o dinheiro que sai, assim será possível analisar os principais pontos que estão consumindo o seu dinheiro e quem sabe reduzi-los, não esqueça de deixar uma margem de segurança para gastos imprevistos que sempre surgem durante o mês.

Outra dica é evitar comprometer mais de 50% de sua renda mensal apenas no cartão de crédito, estabeleça o seu limite e o cumpro, isso trará uma grande saúde financeira.

Dica 4: Acompanhe seus gastos diariamente.

Se você faz parte dos grupo de pessoas que gostam de sair apenas com o cartão de crédito para não ter que andar com dinheiro vivo e correr o risco de ser assaltado, tome cuidado com as despesas pequenas e diárias, pois elas podem fazer com que você gaste muito dinheiro. Então faça o acompanhamento de sua fatura todos os dias para que não aconteçam surpresas no final do mês, para ter esse controle é necessário apenas baixar o aplicativo de seu cartão de crédito no celular e ativar as notificações.

Dica 5: Evite ter mais de um cartão 

Caso você tenha um bom score, é comum que diversas empresas comecem a te oferecer cartões de crédito com mil e uma vantagens caso você os faça, porém fique atento que essa ação pode ser o declínio de sua saúde financeira.

A partir do momento em que você possui mais que um cartão de crédito, é necessário que você tenha um controle muito maior de seus gastos, pois eles estarão espalhados por ai e não concentrados em um só. Então você pode acabar olhando uma única fatura e achar que ela está baixa e tudo bem seguir gastando, quando chegar todas no final do mês, você pode levar um susto e tanto.

Dica 6: Em hipótese alguma parcele sua fatura do cartão de crédito

Muitos cartões de crédito oferecem a possibilidade de parcelar sua fatura caso você não tenha o dinheiro inteiro para pagar, essa é uma cilada, pois a partir do momento em que você parcelar a fatura, irá cair no juros rotativos do cartão que em sua maioria são taxas imensas.

Se você realmente não tiver como pagar a sua fatura do cartão, cogite a possibilidade de fazer um empréstimo pessoal ou consignado, pois as suas taxas de juro normalmente são mais baixas que o juros rotativo, não despreze nenhuma possibilidade até avaliar todas.

Como encontrar um empréstimo para pagar a fatura do cartão de crédito?

Existe uma plataforma especializada em encontrar empréstimos com as melhores taxas, chamada FinanZero, nela você fará um cadastro e colocará quanto de dinheiro está precisando, então você receberá em instantes até 10 ofertas de parceiros e poderá escolher qual possui a taxa de juro mais atrativa ou que se encaixa melhor em sua situação financeira atual.

Para que você consiga um empréstimo procurando pela FinanZero é necessário ter mais de 18 anos de idade, possuir uma conta bancária no seu próprio nome e residir em território brasileiro. Quanto a segurança não é preciso se preocupar, pois a empresa só mostra empréstimos seguros para que você não caia em nenhuma cilada. Caso você queria saber mais sobre a FinanZero e dicas para não cair em ciladas basta clicar nesse link.

Esperamos que esse texto tenha sido útil para você, compartilhe com seus amigos para que eles também aprendam as melhores maneiras de evitar dívidas e acabar com a saúde financeira. Não deixe de dar sua opinião através dos comentários, pois ela é muito importante para nós.

Deixe um comentário