Cuidado! Conheça os 5 golpes mais comuns da quarentena e proteja-se deles

Nem mesmo durante a pandemia as pessoas ficam livres dos golpistas. Na verdade, eles tiram proveito deste cenário de reclusão para intensificarem os golpes pela Internet e pelo telefone, já que, com o distanciamento social, o uso desses dispositivos aumentou consideravelmente.

Anúncios

Com o novo coronavírus, muita gente precisou parar de trabalhar e sem saber quando poderá voltar. Os golpistas, então, aproveitam a fragilidade emocional e financeira das pessoas neste momento para tentarem tirar vantagem econômica da situação.

Quer se proteger e não cair nessas armadilhas? Saiba agora quais estão sendo os golpes mais comuns do período de quarentena.

1. Golpe do auxílio emergencial

O governo brasileiro anunciou um auxílio emergencial de R$600,00 para ajudar os desempregados e trabalhadores informais de baixa renda durante a pandemia do novo coronavírus.

Como a medida foi feita de última hora, em caráter emergencial, muitas pessoas ficaram sem entender direito como fazer para receber o dinheiro, e os golpistas aproveitaram a situação para criar sites falsos, muitas vezes bem parecidos com o da Caixa Econômica Federal.

Assim, o beneficiário digita suas informações pessoais e bancárias, acreditando que irá receber o auxílio, mas, na verdade, está passando seus dados para pessoas mal-intencionadas.

Para não cair nesse golpe, a pessoa deve evitar clicar em links suspeitos recebidos por e-mail ou aplicativos de mensagens. Use apenas o site oficial da Caixa (www.caixa.gov.br) para solicitar o auxílio.

2. Golpe do falso empréstimo

Outro golpe muito comum neste período está sendo o do falso empréstimo. Com muitas empresas de portas fechadas e trabalhadores sem receberem ou com medo de serem demitidos, os golpistas ligam oferecendo empréstimos com condições exageradamente vantajosas.

A pessoa, então, temendo uma futura crise financeira, acaba aceitando a oferta e passando informações pessoais – ou até mesmo pagando um valor de entrada do falso empréstimo – sem saber que tudo não passa de uma armadilha.

Não seja mais uma vítima. Desconfie de empréstimos com juros absurdamente baixos e jamais passe suas informações pessoais por telefone, principalmente seus dados bancários ou de renda, a menos que seja você quem fez a ligação e que tenha certeza de que aquele número é o verdadeiro do seu banco.

Se a pessoa pedir, por telefone, o depósito de algum valor para dar entrada no empréstimo, já tenha a certeza de que se trata de um golpe.

3. Golpe dos sites de vendas falsos

Devido à Covid-19, a maioria das lojas físicas estão fechadas. Sendo assim, muitos consumidores estão tendo que fazer compras pela Internet. Os estelionatários, sabendo disso, criam falsos sites de vendas, com ofertas absurdamente baratas e fazem anúncios nas redes sociais.

A vítima, então, sente-se atraída pela promoção imperdível e fornece todos os dados do cartão de crédito para efetuar a compra, caindo na armadilha.

Mais uma vez, desconfie de preços muito abaixo do mercado. Antes de fazer qualquer compra, procure o nome da empresa no Google e no Reclame Aqui para saber se realmente existe e se é confiável.

Se ainda assim quiser se preservar, opte por fazer a compra via boleto, para não precisar fornecer os dados do seu cartão de crédito. Se o site só aceitar pagamento no cartão, é muito provável que se trate de um golpe.

4. Golpe da Netflix grátis

Muita gente está aproveitando a quarentena para assistir à séries e filmes pelas plataformas de streaming, como a Netflix.

Porém, como elas são pagas, os golpistas estão criando falsos links prometendo assinaturas grátis por um determinado período. Eles compartilham esses links normalmente pelos aplicativos de mensagens, como o WhatsApp, ou por e-mail.

Quando a pessoa clica, é convidada a fazer um falso cadastro com informações pessoais ou ainda a baixar um programa (sem saber se tratar de um vírus) que consegue clonar o número do celular e replicar o vírus para os seus contatos.

Jamais clique em links suspeitos, mesmo quando mandados por pessoas próximas. Se você receber uma oferta de desconto de assinatura por e-mail, verifique se é o e-mail oficial da empresa e se você já tinha um cadastro feito na plataforma. Senão, desconfie.

5. Golpe do falso amigo pedindo dinheiro

Essa armadilha também é muito frequente. O bandido rouba o celular ou clona o número de outra pessoa e se passa por ela para mandar mensagens para os contatos da agenda, principalmente pelo WhatsApp, falando que está com um problema financeiro e pedindo dinheiro emprestado, prometendo pagar em breve.

A vítima, muitas vezes uma pessoa próxima, acredita ser realmente o dono do número que está pedindo o dinheiro e acaba fazendo a transferência do valor.

Se você receber uma mensagem assim de uma pessoa não tão próxima, desconfie de cara. Afinal, por que ela estaria pedindo dinheiro emprestado logo para você? Mas se for algum amigo íntimo ou uma pessoa da sua família, verifique com outra pessoa se o autor da mensagem não teve o celular roubado ou o número clonado recentemente.

Ah, e se foi você quem perdeu o telefone ou que teve o número copiado, avise aos seus amigos e familiares para que também não caiam no golpe.

E para evitar que pessoas estranhas usem o seu WhatsApp, é bom ativar a “confirmação em duas etapas”. Para isso, vá a Configurações > Conta > Confirmação em duas etapas > Ativar.

Com esse recurso, você irá cadastrar uma senha pessoal que será solicitada periodicamente para ter acesso ao aplicativo.

Conclusão

Como se o novo coronavírus não bastasse, existem outros inimigos com os quais temos que nos preocupar durante a quarentena. Muitos golpistas estão aproveitando a fragilidade emocional e econômica das pessoas para tirarem vantagens.

Os golpes vão de falsos empréstimos até links de sites fraudulentos que roubam dados do cartão de crédito das vítimas. Por isso, neste artigo mostramos as dicas de segurança para que você não caia nas armadilhas dos estelionatários.

Gostou deste conteúdo? Siga-nos no Google Notícias:

COMPARTILHAR
COMPARTILHAR
TWITAR

VEJA TAMBÉM:

Copyright © 2019 – 2021 Dinheiro Bem Cuidado CNPJ: 23.654.977/0001-28

Aguarde…