Novo golpe da portabilidade faz salário sumir da conta dos trabalhadores

Trabalhadores devem ficar atentos a novos golpes ligados à mudança salarial

Anúncios

Os golpistas estão empregando uma nova tática de mudança de salário, onde os trabalhadores encontram suas contas completamente zeradas e sem valor quando recebem seus respectivos salários.

O golpe é realizado por meio de documentos falsos, nos quais os criminosos abrem contas digitais e solicitam a transferência de salários em nome das vítimas.

O maior problema desse golpe é que as pessoas só se descobrem como vítimas quando percebem que o dinheiro que receberam no início do mês não entrou em suas contas.

Esse novo golpe reflete uma crescente sofisticação de que os dados pessoais das pessoas acabam sendo vendidos por criminosos que executam o golpe.

________________
________________

Crime de fraude continua a crescer

Um novo golpe de falso porte está matando vítimas em vários estados do país e ajuda a ilustrar o aumento maciço de casos de peculato.

Para se ter uma ideia, o crime de peculato já superou o crime de roubo e está superando inclusive o crime de furto.

No Rio de Janeiro, por exemplo, de acordo com o Instituto de Segrança Pública (ISP), 1 em cada 6 incidentes registrados no estado envolveram peculato.

Ainda de acordo com dados do ISP, o Rio de Janeiro denunciou um total de 51.513 golpes à polícia nos primeiros meses deste ano, envolvendo múltiplas vítimas.

Golpe de Portabilidade Falsa

Um dos principais problemas enfrentados em relação ao crime de falso porte é a facilidade do processo de solicitação, que pode ser feito de dentro do aplicativo bancário.

De acordo com informações divulgadas pelo jornal O Globo, as vítimas do golpe relataram que o dinheiro desapareceu sem qualquer forma de contato com o banco original onde o salário foi recebido.

Nesse sentido, o infrator pode cometer o crime desde que faça um pedido de porte em nome da vítima e obtenha aprovação.

Essa questão abre uma discussão sobre a fragilidade de sistemas portáteis utilizados como serviços de fácil operação, mesmo por pessoas com pouco conhecimento, mas que apresentam fragilidade para operar.

Como posso me proteger desse golpe?

O primeiro passo para evitar tais golpes é estar atento aos seus dados pessoais, cuidado com links, e-mails, promoções e sorteios onde você precisa preencher seus dados pessoais.​​​

Também é importante estar ciente dos sites nos quais você se inscreve e sites de compras que muitas vezes podem ser fraudulentos.

Por isso, uma das melhores opções para evitar esse e outros golpes é monitorar seu CPF e as contas abertas em seu cadastro.

Isso porque um cidadão pode ir ao registro do banco central para saber quais contas estão abertas em seu nome e verificar se realmente lhe pertencem.

Para acessar o sistema, basta ter uma conta gov.br, além disso, é possível fazer login pelo próprio Registrato, porém, a criação de novas contas será suspensa.

Gostou deste conteúdo? Siga-nos no Google Notícias:

COMPARTILHAR
COMPARTILHAR
TWITAR

VEJA TAMBÉM:

Copyright © 2019 – 2021 Dinheiro Bem Cuidado CNPJ: 23.654.977/0001-28

0

Aguarde… Carregando Conteúdo