Opções para aumento de benefícios no INSS: Confira

Veja nesse artigo algumas opções de aumento de benefícios no INSS e saiba como solicitar as revisões!

Anúncios

Provavelmente você já deve ter pensado em formas de gerar aumento de benefícios no INSS. Sabemos que o INSS comete muitos erros ao calcular os valores de aposentadorias, assim como de benefícios.

Existem algumas formas de reivindicar seu direito e solicitar uma revisão do valor que está recebendo. Hoje vamos falar sobre como produzir um aumento de benefícios no INSS. Fique conosco.

Veja também:

Revisão da vida toda – cálculo sobre a aposentadoria para aumento de benefícios no INSS

aumento de benefícios no INSS

A princípio, este é o tipo mais comum de revisão que gera aumento de benefícios no INSS. Geralmente as decisões acabam sendo a favor dos beneficiários, além disso, o valor pode chegar a dobrar.

Quem recebe pensões ou então aposentadorias por tempo de serviço pode solicitar essa revisão. Vale destacar que revisões de pensão só podem ser feitas daqueles que recebem devido à morte do segurado.

Com a Reforma da Previdência o cálculo da aposentadoria incide sobre 80% dos salários maiores. O grande problema é que quem contribui com valores mais altos antes de 1994, tem direito a receber mais, por isso precisa pedir a revisão.

Mas, é fundamental calcular o valor antes de solicitar a revisão, porque assim como pode aumentar, também pode diminuir, devido à decisão da justiça.

Os Documentos necessários para cálculo da revisão, são:

  • Carta de concessão do benefício;
  • CNIS, com descrição dos salários anteriores a 1994.

Revisão do buraco negro – aposentadoria não acompanhou a inflação

Vale para quem se aposentou entre 5 de outubro de 1998 e 5 de abril de 1991. Sobretudo porque, nessa época, o Brasil estava vivendo sob uma enorme inflação. Sendo assim, os benefícios devem ser corrigidos, para evitar que seja desvalorizado.

Só que isso aconteceu de forma inadequada pelo INSS, quando feito, porque algumas pessoas não passaram por essa correção monetária.

Ela não possui prazo de decadência e pode ser solicitado o aumento de benefícios no INSS, mesmo após passados 10 anos. Para solicitar essa revisão é necessário:

  • Carta de concessão do benefício;
  • Uma cópia do Processo Administrativo de Aposentadoria.

Revisão do buraco verde – erros dos anos 90

Durante 5 de abril de 1991 e 31 de dezembro de 1993, houve outro erro por parte do INSS, onde os ajustes não eram feitos proporcionais ao teto e à renda do segurado.

Então, caso seu benefício tenha sido concedido neste período, procure um especialista para realizar o cálculo.

Revisão sobre o teto para aumento de benefícios no INSS

Há segurados que já recorreram e chegaram a ganhar 500 mil de valores em atraso! Entre 1998 e 2003 o teto do INSS era R1.200,00 e R$ 1.400,00. E o INSS interpretou que o teto valeria somente a partir desses anos, e limitou os salários.

Por isso, ficaram valores a serem corrigidos, e você pode ter o aumento de benefícios no INSS. Os documentos para solicitar essa revisão é a Carta de Concessão do Benefício.

Revisão por ganho de causa em ação trabalhista

As decisões em relação às ações trabalhistas acabam interferindo nas decisões do INSS. Então, se você teve vínculo empregatício reconhecido e recolhimento de valores para a previdência social. Você pode solicitar a averbação do período em seu extrato do CNIS.

Ainda que o empregador tenha recolhido valores a menos que o ideal, quem deve fazer a fiscalização é o INSS, por isso você segue com direito de pedir a revisão.

Desse modo, as ações trabalhistas podem gerar alterações nos direitos em relação à previdência social. Avise logo seu advogado, sobre o fato de ter ações trabalhistas. 

Os documentos necessários nesse caso são os documentos referente a ação.

Compreendendo agora as formas de gerar aumento de benefícios no INSS, veja se você se encaixa em um desses tipos de revisão. Não esqueça de consultar um profissional antes, para garantir que não vai ter problema com redução do benefício.

Gostou deste conteúdo? Siga-nos no Google Notícias:

COMPARTILHAR
COMPARTILHAR
TWITAR

VEJA TAMBÉM:

Copyright © 2019 – 2021 Dinheiro Bem Cuidado CNPJ: 23.654.977/0001-28

Aguarde…