Saiba como funciona o empréstimo pessoal para negativado assalariado

Com a crise financeira e o desemprego que assolam o Brasil, o número de pessoas negativadas aumentou. Para resolver sua situação financeira, muitas delas recorrem ao empréstimo pessoal para negativado.

Publicidade

Negativados são os indivíduos que tem o CPF cadastrado em órgãos de restrição de crédito, como o SPC e o SERASA.

Publicidade

Para que seu nome seja incluído na lista de negativados, o indivíduo não teve condições para honrar suas dívidas. Por causa disso, muitas pessoas recorrem a empréstimos para acertar sua situação financeira.

O crédito pessoal é um empréstimo em que não é necessário comprovar a finalidade para o qual será usado. Assim, é uma ótima opção para o pagamento de dívidas, viagens ou gastos inesperados.

Neste artigo, vamos mostrar algumas opções de crédito voltada para pessoas negativadas.

O que você procura?

CARTÃO DE CRÉDITO
   
APROVAÇÃO NO CARTÃO
   
CARTÃO PARA NEGATIVADO
   
CARTÃO SEM ANUIDADE

Empréstimo Pessoal

Algumas instituições financeiras oferecem modalidades de empréstimo pessoal para negativado.

Publicidade
Santander BR

Aqui, o indivíduo precisa ter uma renda mínima e seu crédito está sujeito a análise. Caso a financeira aprove o pedido de empréstimo, a taxa de juros cobrada será mais alta.

Isso porque o empréstimo pessoal para negativado é considerado uma transação de alto risco, já que são grandes as chances de inadimplência.

Empréstimo Consignado

Essa modalidade de crédito pessoal também é uma opção para pessoas negativadas.

Nesse tipo de empréstimo pessoal para negativado, o valor da parcela é descontado direto da folha de pagamento. Como o valor é descontado direto do salário, os juros cobrados por esse modelo de empréstimo são menores.

Além disso, o valor das parcelas é fixo e não pode ser maior do que 30% do total do salário. Ainda, é possível utilizar o FGTS para o pagamento de empréstimos consignados.

Refinanciamento de Veículo

Outra forma de empréstimo pessoal para negativado é o refinanciamento de veículo.

Nessa forma de crédito, o carro é dado como garantia de pagamento. Sendo assim, caso a dívida não seja paga, o credor tem o direito tomar o automóvel.

Por contar com uma garantia de pagamento, o Refinanciamento de Veículo tem uma taxa de juros menor do que o Empréstimo Pessoal.

O valor do crédito será de acordo com o modelo do veículo dado em garantia. Portanto, esse tipo de empréstimo é indicado para indivíduos que possuam um carro novo.

Hipoteca

Essa modalidade de empréstimo pessoal para negativado é para aqueles que possuem um imóvel devidamente quitado. Assim, pode ser usado como garantia do seu empréstimo junto a instituições financeiras.

Por esse motivo, a taxa de juros cobrada é menor, já que o banco conta com a casa como garantia.

Entretanto, o valor do empréstimo é relativo ao valor do imóvel. Lembrando que o crédito nunca será correspondente a 100% do preço da casa.

Por ser um bem de alto preço, a hipoteca é usada em empréstimo igualmente maiores. Assim, é uma opção para quem quer juntar as suas dívidas em um único pagamento.

Se seu nome foi negativado e está na lista do SPC ou da SERASA, leia o nosso artigo “7 mitos que te falaram sobre estar com o nome sujo no SPC e na Serasa”.