Saiba como se cadastrar no CadÚnico e atualizar seus dados

O CadÚnico é um cadastro que permite ao governo saber quem são e como são as famílias de baixa renda no Brasil. Foi criado pelo governo federal, mas é administrado e atualizado gratuitamente pelas prefeituras.

Anúncios

Ao aderir ao CadÚnico, os brasileiros têm direito a programas como Tarifa Social e Benefício de Prestação Continuada (BPC), além de benefícios como auxílio emergencial e Auxílio Brasil.

Estados e municípios também utilizam dados cadastrais para implementar políticas públicas.

No entanto, o registro no Cadastro Único de Projetos Sociais (CadÚnico) do Governo Federal não implica a entrada automática nesses projetos, pois cada projeto tem suas próprias regras específicas. Mas este é um pré-requisito para que o pedido seja avaliado.

Você pode se inscrever para um logon único:

Cidadãos que não estão cadastrados no Cadastro Único e desejam se cadastrar pela primeira vez. Observe que apenas os administradores da família podem fazer o pré-registro!

Um gerente de família é a pessoa da família que fornecerá informações sobre os outros componentes da família, de preferência uma mulher.

 

Podem se inscrever no Cadastro Único as famílias que:

  • Famílias com renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa;
  • Famílias com renda mensal total de até três salários mínimos;
  • Famílias com renda maior que três salários mínimos, desde que o cadastramento esteja vinculado à inclusão em programas sociais nas três esferas do governo;
  • Pessoas que moram sozinhas – constituem as chamadas famílias unipessoais;
  • Pessoas que vivem em situação de rua — sozinhas ou com a família.

Como se inscrever no Cadastro Único

Para que o representante da família registre a família, é necessário fazer o pré-cadastro no aplicativo de cadastro único ou na versão web. Após inserir os dados, você precisa se dirigir à central de atendimento do Cadastro Único de sua cidade em até 120 dias para obter os documentos de identificação de sua família e complementar outros dados básicos. Se seu registro não for concluído em 120 dias, ele será excluído automaticamente e exigirá um novo registro.

Passo a passo:

Após o pré-cadastro no aplicativo Cadastro Único, você deve se dirigir ao Centro de Referência de Assistência Social – CRAS ou ao departamento responsável pelo Bolsa Família de sua cidade. O atendimento presencial varia de acordo com a cidade.

 

Documentos necessários

De acordo com a regra, o Responsável Familiar deve ter pelo menos 16 anos, ter CPF ou título de eleitor e ser, preferencialmente, mulher.

O Representante Familiar deverá levar seu CPF ou título de eleitor e também apresente pelo menos um documento dos seguintes documentos para cada pessoa da família:

  • Certidão de Nascimento;
  • Certidão de Casamento;
  • CPF;
  • Carteira de Identidade – RG;
  • Carteira de Trabalho;
  • Título de Eleitor;
  • Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI) – somente se a pessoa for indígena.

Atualização dos dados

Os dados devem ser atualizados sempre que as características de uma família mudam ou o seu domicílio muda no momento do registo no Kadunico, ou no máximo de dois em dois anos. Basta ir a um posto do CRAS ou Cadastro Único para atualizar seus dados.

Fique atento: o poder público, por meio dos governos federal ou municipal, também pode intimar as famílias para atualizações por carta, extrato ou telefone.

 

Gostou deste conteúdo? Siga-nos no Google Notícias:

COMPARTILHAR
COMPARTILHAR
TWITAR

VEJA TAMBÉM:

Copyright © 2019 – 2021 Dinheiro Bem Cuidado CNPJ: 23.654.977/0001-28

Aguarde…