Saiba se parcelar a fatura do cartão realmente vale a pena

Você não tem dinheiro suficiente para pagar o cartão de crédito e não sabe o que fazer? Se você está pensando em parcelar a fatura do cartão vale a pena analisar alguns pontos importantes, pensando sempre na sua saúde financeira. 

Anúncios

O cartão de crédito é um ótimo aliado para o dia a dia. Dá para fazer compras parceladas, compras online e dá até para aproveitar promoções interessantes. Porém, é necessário tomar cuidado com os gastos excessivos. 

Quando as compras se tornam excessivas e o cliente adquire algo no impulso, não tem jeito, a fatura chega! Se o valor for muito alto e o cliente não tiver como pagar, algumas empresas oferecem a possibilidade de parcelar a fatura do cartão. Mas será que vale a pena?

Anúncios

Parcelar a fatura do cartão: entenda como funciona 

Ao parcelar a fatura do cartão o cliente divide o valor em quantas parcelas necessitar. Embora o ideal seja que o cliente faça o pagamento total, o parcelamento pode ser uma alternativa interessante para não cair nos temidos juros rotativos. 

Anúncios

De acordo com o Banco Central, atualmente as instituições financeiras devem oferecer valores de parcelamento que sejam melhores do que os valores dos juros rotativos. 

Porém, é essencial que o cliente entenda que quanto maior o número de parcelas, maior será o valor de juros que vai pagar. Por isso, nos casos de parcelamentos em 24 vezes, por exemplo, pode ser que o cliente pague o dobro ou o triplo do que devia anteriormente. 

E se o cliente não parcelar a fatura? 

Caso o cliente não consiga parcelar a fatura do cartão, o que acontece é que ele entra nos chamados “juros rotativos”. Estes juros são os mais perigosos para o bolso do cliente, visto que aumentam a cada dia, como o próprio nome diz. 

Anúncios
Anúncios

Atualmente, o valor dos juros rotativos está em torno dos 13% ao mês. O valor é alto e varia de acordo com cada instituição financeira. Vale lembrar que no caso de o cliente atrasar o pagamento e não parcelar a fatura do cartão, além de pagar os juros rotativos, ele paga também uma multa por atraso e uma taxa de IOF. 

Entenda a melhor saída para economizar

No caso do cliente que realmente precisa de uma saída para pagar o cartão e quer economizar, o melhor a fazer é seguir os passos a seguir:

  • Caso o cliente queira parcelar a fatura do cartão, o ideal é que ele faça um parcelamento curto, sem muitas parcelas, visto que quanto mais parcelas, mais juros a serem pagos.
  • Caso o cliente precise parcelar, o ideal é que ele faça o cálculo exato do quanto pode pagar, visto que nas próximas faturas ele terá os seus gastos pessoais acrescidos da parcela da fatura em questão. 
  • É importante saber que caso o cliente queira parcelar a fatura do cartão e depois consiga dinheiro extra, também pode efetuar a antecipação destas parcelas. Neste caso, ocorre o chamado “abatimento de juros”. 
Anúncios

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima