Senado aprova MP que aumenta salário mínimo e amplia isenção do IR

Outra mudança importante que vai impactar no bolso do trabalhador é o imposto de renda.

O Senado aprovou nesta última semana a MP (Medida Provisória) que aumenta o valor do salário mínimo, consolidando os R$ 1.320. Além disso, também ampliou a faixa de isenção do imposto de renda, isto é, mais gente não precisará pagar o imposto.

No entanto, no caso do imposto de renda, ele vale apenas para as declarações a partir do ano que vem. Por sua vez, o salário mínimo já começa a valer e já está em vigência em 2023.

Desde maio, o salário mínimo já estava em R$ 1.320, mas agora virou lei. E, de acordo com o governo, a partir de 1º de janeiro de 2024, esse valor passará a ter o seu reajuste baseado no INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) e também aos dois últimos anos de PIB (Produto Interno Bruto) positivos.

Desta maneira, a expectativa é de que o reajuste tenha, de fato, um ganho real para o trabalhador. Além disso, esse aumento oficial do salário mínimo também vai gerar impacto em diversos setores.

Isso porque, por exemplo, o INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social) paga os aposentados, pensionistas e demais segurados com o valor baseado no salário mínimo vigente.

Então, quando há aumento do salário mínimo, também há aumento dos provimentos pagos aos beneficiários do INSS. E a expectativa é que as perdas pela inflação fiquem minimizadas.

Além do salário mínimo, tem o Imposto de renda

Outra mudança importante que vai impactar no bolso do trabalhador é o imposto de renda, a partir do ano que vem. Isso porque o limite de isenção.

Quem recebe até R$ 2.112 já terá isenção do imposto de renda ainda no ano de 2023, valendo para a declaração de imposto no ano que vem. Até então, apenas quem ganhava até R$ 1.903,98 tinha essa isenção.

Outra novidade é que o trabalhador que ganha até R$ 2.640 por mês, ou seja, dois salários mínimos, pode também optar pela isenção. Neste caso, porém, poderão ter o benefício se optarem pela chamada declaração simplificada.

Por fim, quem recebe valores acima deste limite, não terá mudança na alíquota de pagamento do imposto de renda. Porém, poderá ter um benefício por conta do aumento da faixa de isenção, também pagando menos imposto.

Enfim, nesta última semana, os trabalhadores tiveram duas importantes mudanças que mexem com o bolso: a isenção do imposto de renda e também o aumento do salário mínimo que já vale a partir de 2023.

Saiba também: Nova contribuição sindical deve ser aprovada. 

 

Keila Andrade

Jornalista especializada em textos em SEO.