Como saber se tenho margem para pedir novo empréstimo consignado?

Saiba como verificar se ainda tem espaço para solicitar um novo empréstimo consignado

Anúncios

Uma dúvida muito comum entre aposentados, pensionistas e servidores públicos do INSS é se eles ainda têm espaço para solicitar um novo empréstimo salarial.

Essa suspeita acaba se agravando quando o segurado ou empregado contraiu um empréstimo e está procurando outro empréstimo, mas não sabe se tem espaço.

Vale lembrar que os depósitos consignados referem-se ao percentual de salários e benefícios recebidos por servidores públicos e aposentados que podem ser comprometidos com empréstimos consignados.

Quando falamos em empréstimo pessoal, a melhor opção para qualquer cidadão é o empréstimo consignado, pois as parcelas são descontadas diretamente da folha de pagamento, portanto, não há risco de inadimplência e, portanto, taxas de juros mais baixas estão disponíveis. .

________________
________________

Como posso saber se ainda tenho um depósito de segurança?

A consulta para aposentados e pensionistas pode ser feita por meio de extratos do INSS que podem ser acessados ​​pela plataforma Meu INSS.

Para os servidores públicos, as consultas podem ser feitas por meio de contracheques ou salários divulgados na plataforma SouGov.

É importante notar que as instituições financeiras ou agentes bancários também podem confirmar com precisão o valor disponível.

Muitos segurados também questionam se é possível liberar mais depósitos de empréstimos salariais, nesse sentido, possivelmente por meio de refinanciamento de contratos ou portabilidade de crédito.

No caso de refinanciamento de contrato, um contrato ativo pode ser renegociado diretamente com o banco, alterando prazos de pagamento, prazos, parcelas ou refinanciando o saldo devedor. Desta forma, ainda é possível que o cliente receba “trocos” em alguns casos.

Em uma transferência a crédito, o contrato é transferido para outro banco, e um dos principais motivos dessa atitude é oferecer melhores taxas de juros. Dessa forma, à medida que as taxas de juros aumentam, o valor do contrato pode ser reduzido e as parcelas são reduzidas, o que liberará novas margens “extras”.

 

Gostou deste conteúdo? Siga-nos no Google Notícias:

COMPARTILHAR
COMPARTILHAR
TWITAR

VEJA TAMBÉM:

Copyright © 2019 – 2021 Dinheiro Bem Cuidado CNPJ: 23.654.977/0001-28

0

Aguarde… Carregando Conteúdo