FII: os queridinhos do investimento em 2020

FII: os queridinhos do investimento em 2020, ou seja, toda vez que eu falo de lucrar com o mercado imobiliário, automaticamente me transporto para o dia em que ouvi a história de Dª. Cândida, um verdadeiro case de sucesso, entre tantos outros. A conheci em meados de 2014, porque ela é “avó” de uma ex-colega de trabalho. Eis o que chamou a minha atenção em Dª Cândida, ela tira o sustento do aluguel de seus imóveis .

Anúncios

No entanto,  a “senhorinha” de 75 anos de idade – ainda muito jovem à época que comprou três dos primeiros imóveis em seu nome – parece ter nascido com um verdadeiro dom para as finanças, mas tudo se resume ao esforço e dedicação total. Ela sabe a importância que tem de cuidar do seu patrimônio, fruto do suor de anos de trabalho como secretária do lar, feirante e manicure.

Por exemplo, casos como o de Dª Cândida são bastante comuns e você já deve ter se familiarizado até aqui. Agora, pensa comigo: se ela desse um passo a mais e investisse seu dinheiro em fundos imobiliários?

Anúncios
Anúncios

O que são fundos imobiliários?

 

CARTÃO DE CRÉDITO

CARTÃO CAIXA SIMPLES

*Você permanecerá neste mesmo site
fundos-imobiliários
fundos-imobiliários

 

Portanto, basicamente  são cotas com participação em imóveis e ativos imobiliários. No entanto,  o lucro surge da movimentação financeira em torno desses bens, que vão de áreas industriais, condomínios residenciais e galpões de logística até shoppings centers, além de títulos emitidos pelas construtoras.

Uma dica: ao investir em fundos imobiliários, procure saber se os ativos da carteira fazem realmente sentido para você.

Anúncios
Anúncios

Como funciona? 

Uma dica fácil para entender a dinâmica dos fundos imobiliários,ou seja, é fazer um simples comparativo com a Mega-Sena.Portanto,  quando há mais de um ganhador o procedimento é fragmentar o prêmio para que seja igualmente dividido entre os vencedores, não é?

Assim como nos jogos de loteria, a sorte é necessária também nos FIIs ,ou seja,  o lucro é distribuído de acordo com o investimento feito por cada cotista. Não tem sorteio nessa modalidade, mas sim a entrada de receita dos imóveis – exemplo disso, é o pagamento de aluguel ou mesmo a venda das propriedades.

Cada cota tem participação em imóveis e ativos imobiliários, portanto, quanto maior o investimento, maior é o retorno. Em poucas palavras, o cotista é uma espécie de “sócio” da empresa.

Cenário positivo

Em 2019, os juros baixos e a retomada da economia (re) conquistaram a confiança do brasileiro, e estão a todo vapor em 2020. Não à toa, o número de investidores que aplicam em fundos imobiliários na Bolsa duplicou no ano passado, segundo dados recentes da Bolsa de Valores.Portanto, para este ano  espera-se que os FII proporcionem mais renda do que ganho de capital.

Como podemos ver, o cenário atual é propício para ganhar dinheiro e se aventurar no mundo dos investimentos. Todo investidor, desde o nível iniciante até o avançado, sabe que irá alcançar seus objetivos só depois de muito estudo. A falta de atenção leva ao fracasso de qualquer negócio, e aqui não é muito diferente.

“Boom” dos FII’s

O mercado imobiliário,ou seja, toma fôlego em todo o Brasil. Contudo a notícia vem em boa hora para os investidores de imóveis,ou seja,  cuja aposta do momento são os fundos imobiliários que tanto se destacaram na Bolsa em 2019.

No entanto, na busca por investimentos com maior rentabilidade a tendência é que as pessoas voltem a investir mais em imóveis, uma forma de desfrutar dos benefícios da liquidez imediata.

Por outro lado, o grande desafio do mercado de investimentos brasileiro é levar o Brasil ao patamar dos Estados Unidos e da Europa, onde os fundos imobiliários significam de 10% a 20% da Bolsa. Há quem diga que é errado comparar países de primeiro mundo com o nosso. Ora, as cadernetas de poupança angariam cerca de R$ 800 bilhões.

Que tal aproveitar o início de ano para variar um pouco e testar novas possibilidades de renda?

Vantagens e desvantagens

 

  • Esse tipo de investimento custa menos que comprar um imóvel inteiro;
  • É possível diversificar o risco, já que não tem a necessidade de colocar o capital inteiro em um imóvel;
  • Pode se investir em vários imóveis;
  • Toda vez que um imóvel gera receita, o lucro é dividido com os cotistas do fundo;
  • Se você não adota o hábito de acompanhar o que acontece no mercado de investimentos, você pode, sim, ter perdas significativas;
  • portanto, o índice de fundos imobiliários (Ifix) deve apresentar uma alta da ordem de 15% em 2020, de acordo com a XP Investimentos.

 

10 FII para investir em 2020

 

  • Kinea índice de Preços FII

Quanto captou em 2019: R$ 3,2 bilhões

Código de negociação do fundo: KNIP11

Cotistas: 16 k

 

  • Kinea Rendimentos Imobiliários FII

Quanto captou em 2019: R$ 3,2 bilhões

Código de negociação do fundo: KNCR11

Cotistas: 46 k

 

  • XP Malls FII

Quanto captou em 2019: R$ 1,8 bilhão

Código de negociação do fundo: XPML11

Cotistas: 95 k

 

  • XP Log FII

Quanto captou em 2019: R$ 1,8 bilhão

Código de negociação do fundo: XPLG11

Cotistas: 65 k

 

  • Kinea Renda Imobiliária FII

Quanto captou em 2019: R$ 1,2 bilhão

Código de negociação do fundo: KNRI11

Cotistas: 100 k

 

  • FII Green Towers

Quanto captou em 2019: R$ 1,2 bilhão

Código de negociação do fundo: GTWR11

Cotistas: 7 k

 

  • Hedge Top FOFII 3

Quanto captou em 2019: R$ 1,1 bilhão

Código de negociação do fundo: HFOF11

Cotistas: 20 k

 

  • Malls Brasil Plural

Quanto captou em 2019: R$ 1,1 bilhão

Código de negociação do fundo: MALL11

Cotistas: 30 k

 

  • JS Real Estate Multigestão FII

Quanto captou em 2019: R$ 1 bilhão

Código de negociação do fundo: JSRE11

Cotistas: 28 k

 

  • CSHG Logística FII

Quanto captou em 2019: R$ 1 bilhão

Código de negociação do fundo: HGL11

Cotistas: –

 

Anúncios
Rolar para cima