Finanças empresariais – Descubra como organizar as finanças

É muito comum empreendedores criarem suas empresas hoje em dia, mas não sabem lidar com as finanças empresariais.

Anúncios

Portanto, se você deseja como fazer isso e como melhorar a qualidade de vida da sua empresa, fique comigo até o final que contarei tudo o que você precisa saber.

Boa leitura!

Anúncios

Por que controlar as finanças empresariais é importante?

O controle de finanças empresariais é um processo que tem com foco acompanhar e orientar a execução correta do planejamento financeiro de uma empresa.

Anúncios

A ideia aqui é conseguir auxiliar as empresas a atingirem os seus objetivos planejados, realizando uma gestão inteligente do dinheiro do seu negócio.

Assim, será possível identificar falhas e assim corrigir.

Portanto, o ideal é conseguir desdobrar esse controle em algumas etapas, que são:

Anúncios
Anúncios

– Definir os objetivos ou padrões de desempenho:

Aqui na primeira etapa é necessário estabelecer metas.

Se você quer aumentar o faturamento da sua empresa, então defina qual será o valor alcançado e em quanto tempo deseja chegar lá.

Você pode elevar o faturamento de R$ 1 milhão para R$ 3 milhões em um ano.

Se você não tem um objetivo específico, defina os seus padrões de desempenho para a sua empresa.

– Avaliar o desempenho atual da sua empresa:

Depois disso, é necessário adotar alguns indicadores de desempenho que te permita avaliar a performance financeira da sua empresa atualmente.

Os indicadores no setor de finanças são:

RECOMENDADO PARA VOCÊ:

CONTA + CARTÃO DE CRÉDITO PAN
   
  • Resultados operacionais;
  • Nível de endividamento;
  • Rentabilidade;
  • Lucratividade.

– Comparar o que tem agora com os objetivos futuros:

Agora é o momento que os resultados que a sua empresa alcançou são compatíveis com o que foi planejado.

A comparação deve ser sempre feita entre os períodos.

– Adotar medidas para começar a corrigir seus erros:

Se o desempenho que a sua empresa alcançou até o momento não é o suficiente para conseguir gerar os resultados que deseja, será preciso verificar quais ações podem ser colocadas em práticas para corrigir os rumos.

Utilize os dados que você conseguiu gerar nas etapas anteriores para encontrar as respostas que precisa.

Olhe se as despesas estão altas demais, se a sua empresa pode desfazer de ativos que não estão gerando retorno entre outros itens.

Quais são as principais armadilhas das finanças empresariais que você precisa evitar

Entender como realizar as finanças empresariais pode ser muito difícil, não é mesmo? Isso acontece porque é preciso acompanhar muitos fatores.

Ou seja, não basta você conseguir apurar o resultado do negócio, você precisa ter atenção aos aspectos que podem acabam comprometendo o seu orçamento.

As principais armadilhas que você deve encontrar aqui são:

  • Não conhecer as estruturas dos custos da empresa;
  • Deixa de cobrir as dívidas;
  • Não realizar a conciliação bancária e cartões;
  • Precificar de maneira incorreta os serviços ou produtos;
  • Retirar tudo o que sobrou no caixa da empresa;
  • Não definir um pró-labore para os sócios;
  • Não realizar investimentos.

A melhor maneira de você conseguir lidar com todas essas armadilhas é controlando as finanças empresariais, por essa razão, falarei mais sobre o tema abaixo.

Como você pode fazer um bom controle financeiro empresarial em seis passos

– Mantenha a rotina de acompanhar o fluxo de caixa:

O fluxo de caixa é, certamente, o principal mecanismo para controlar o dinheiro que entra e sai na empresa.

Por um lado, é essencial registrar as entradas de recursos da empresa e também as saídas.

Assim, quando chegar o final do dia, você precisa apurar o saldo restante.

O ideal é sempre realizar uma projeção diária, para que seja possível prever os valores que devem ser pagos e creditados.

Depois, você só vai precisar atualizar os dados até o fechamento.

– Separe as contas da empresa das contas pessoas:

Um cuidado importante é você conseguir manter o dinheiro da sua vida pessoal separado da empresa.

Quando essas coisas se misturam, elas tendem a ficar difícil de entender, seja de um lado ou de outro.

Para que possa evitar as retiradas recorrentes de dinheiro da sua empresa para pagar as despesas pessoais, o ideal é desenvolver um pró-labore, uma remuneração pelas atividades administrativas realizadas.

– Controle o que você irá receber e o que irá pagar:

Todas as empresas irão ter contas para pagar.

Controlar bem esses valores e os prazos é fundamental para conseguir administrar o seu orçamento do negócio e para negociar melhor com os fornecedores e clientes.

Além disso, é importante que tente alocar os prazos para o pagamento e estimular sempre o pagamento à vista.

Ou seja, a ideia é sempre receber dos clientes de começar a apagar os fornecedores.

– Defina o seu orçamento anual:

Se você quer fazer a sua empresa funcionar, você vai precisar colocar alguns recursos na sua empresa.

Esses recursos são utilizados para conseguir visualizar melhor as operações diárias, entretanto, eles servem para realizar investimentos como melhorar o equipamento da sua empresa e a expansão do empreendimento.

Para que não gaste muito dinheiro investindo com pouco retorno, defina o seu orçamento anual.

Se fizer isso, você vai conseguir se programar de maneira antecipada, facilitando o controle e gerando mais lucro.

– Reinvista no seu negócio:

É essencial que o dinheiro da sua empresa nunca fique parado e que você possa reinvestir sempre.

Uma empresa para se manter competitiva precisa ter o seu crescimento sempre estimulado.

O lucro pode ser aplicado seja em melhorias da gestão, inovações ou expansão do negócio como abrindo uma filial.

O mais importante aqui é que você não deixe o seu dinheiro parado, Ok?

Anúncios

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima