Quem tem nome sujo pode comprar no carnê?

Publicidade

Com a chegada da crise econômica, o crediário voltou a ser solicitado pelos consumidores. No entanto, nesse contexto de desempregados em massa, uma pergunta ressoa: quem tem nome sujo pode comprar no carnê?

De fato, essa dúvida passa a ser cada vez mais comum, haja vista que o número de brasileiros negativados não para de crescer. Atualmente, o país conta com mais de 60 milhões de pessoas nessa situação.

Publicidade

Com o intuito de falar mais sobre o assunto, mostramos se o negativado pode comprar no carnê. Explicamos também como isso pode ser feito e quais as vantagens de se conseguir acesso a essa forma de crédito. Confira!

 

Publicidade

Antes de explicar se quem tem nome sujo pode comprar no carnê: entendendo o crediário

Antes de saber se é possível comprar no crediário como negativado, é necessário que entendamos como funciona essa modalidade de crédito.

No período anterior ao uso massificado dos cartões de crédito, os crediários eram a forma mais simples de se fazer o parcelamento de uma compra.

Publicidade

Ao solicitar essa forma de pagamento, o consumidor recebe da empresa em que realiza as compras uma espécie de caderneta, ou carnê.

Cada folha do bloco dessa caderneta corresponde a uma das parcelas a serem pagas pelo cliente. Elas são semelhantes a boletos bancários, contendo informações como valor da parcela e data de vencimento.

Quanto ao funcionamento do parcelamento, ele é bem parecido com a dinâmica das compras parceladas em cartão.

Publicidade

Da mesma forma como nas compras com cartões de crédito, a compra no carnê está sujeita a juros em casos de atrasos, podendo o cliente optar pela quantidade de parcelas.

Quanto ao pagamento das parcelas do crediário, este pode ser feito na loja em que se efetuou a compra. Em alguns casos, o pagamento também pode ser feito em agências bancárias ou caixas eletrônicos.

 

Mas, afinal, quem tem nome sujo pode comprar no carnê?

São muitos os mitos e boatos que circulam a respeito das consequências de se ter o CPF registrado em algum dos órgãos de proteção ao crédito.

É muito comum ouvir por aí que estar negativado impede por completo o acesso ao crédito, seja ele um empréstimo pessoal, um financiamento ou mesmo um cartão.

Da mesma forma, muitas pessoas acreditam que não pode fazer um crediário com nome sujo.

No entanto, podemos afirmar com segurança que é possível sim conseguir acesso ao pagamento com carnês, mesmo com o nome vinculado a serviços de proteção ao crédito.

Nos tópicos a seguir, explicamos em detalhes como você pode conseguir fazer uma compra no carnê mesmo estando negativado. Veja!

 

Quem tem nome sujo pode comprar no carnê por meio do crediário online

Com a popularização da internet, muitos dos serviços financeiros passaram a ser disponibilizados online, o que deu mais agilidade aos processos e propiciou mais comodidade aos clientes.

Entre os serviços oferecidos pela web, podemos incluir o crediário. Atualmente, algumas financeiras possuem plataformas inteiramente voltadas ao oferecimento desse serviço.

E, o que é ainda melhor, muitas dessas empresas concedem crediários a seus clientes sem fazer análises de crédito.

Em geral, as empresas que oferecem a possibilidade de comprar no crediário online disponibilizam esse serviço para a compra de produtos com maior valor agregado, tais como eletrodomésticos e móveis.

Mas como funciona a contratação de carnê com nome sujo nesse caso? Geralmente, o cliente precisa seguir os passos que listamos a seguir:

  • Baixar o app ou acessar o site da empresa;
  • Fazer um cadastro com dados pessoais;
  • Selecionar o móvel ou eletrodoméstico na loja;
  • Imprimir o carnê enviado por e-mail.

Em alguns casos, é possível que haja a cobrança de uma entrada no ato da entrega do bem adquirido.

 

Quem tem nome sujo pode comprar no carnê em lojas físicas?

Também é possível se conseguir a abertura de um crediário em lojas físicas. No entanto, precisamos fazer uma ressalva quanto a essa possibilidade.

Embora seja possível fazer compra no carnê com nome sujo, o fato é que você pode encontrar muitas dificuldades até conseguir acesso a esse serviço. Isso porque a maioria das lojas costumam contratar serviços terceirizados especializados em fazer análises de crédito.

Dito de outro modo, a maioria das empresas considera o nome limpo como pré-requisito para concessão do acesso ao pagamento com crediário.

Entretanto, algumas lojas do varejo podem abrir exceções, a depender da situação do cliente. De fato, ter ou não o nome limpo não é o único critério utilizado pelas empresas para conceder o pagamento com carnê.

A renda do cliente e sua ocupação, além do seu histórico de pagamento antes da inclusão do CPF em serviços de proteção ao crédito também podem influenciar nessa decisão.

Por isso, o ideal é que se faça uma pesquisa em vários estabelecimentos, até que se encontre um que abra a exceção.

 

Sim, quem tem nome sujo pode comprar no carnê!

À vista do que foi dito, podemos concluir que é possível sim conseguir fazer compras no crediário mesmo com o nome sujo na praça.

O negativado pode comprar no carnê tanto em lojas físicas quanto em virtuais, embora o acesso a esse tipo de serviço seja mais restrito se comparado ao de pessoas com a situação regularizada.

E você, está com o nome sujo, mas deseja fazer uma compra no crediário? As informações que oferecemos lhes foram úteis? Comente!

Quer mais conteúdo? 

Deixe um comentário