Quais os cuidados ao declarar empréstimos no imposto de renda

O Imposto de Renda é uma tarifa que levanta muitas dúvidas, mas que são bem simples de serem solucionadas.

Anúncios

Podemos dizer que a temporada da declaração do Imposto de Renda chegou novamente, e todas as pessoas que fizeram empréstimos durante o ano passado precisam mencionar financiamentos acima dos R$5.000,00 na declaração do ano de 2022.

Com base em um levantamento feito pelo Banco Central, no ano de 2021, o valor total dos empréstimos de bancos atingiram um valor de R$664 bilhões, atingindo R$4,6 trilhões. Isso mostra que esse serviço é muito usado pelos cidadãos brasileiros.

A Provu, uma fintech especializada nos meios de pagamento e de crédito pessoal, explica em detalhes como essas informações precisam se fazer presente no documento que vai ser entregue para a Receita Federal. Portanto, confira quais os cuidados ao declarar empréstimos no imposto de renda nos próximos tópicos.

Imagem: Pixabay

1- Quando você tem que declarar um financiamento ou empréstimo?

O financiamento ou empréstimo precisa ser introduzido nas declarações do IR dos brasileiros que contrataram esse serviço através de alguma instituição bancária, conhecidos, familiares ou amigos e até mesmo nos casos onde o valor ultrapasse os R$5.000,00.

Essa informação precisa ser inserida na ficha das dívidas e ônus reais. Portanto, se você se encaixa nesses requisitos, vá atrás de um contador para te ajudar a declarar o IR esse ano.

2- E se você tiver mais de um empréstimo?

Caso a pessoa possua mais de um empréstimo ou financiamento, a mesma vai ter que criar um item para cada um dos credores que lhe fizeram esse empréstimo.

Se existir uma antecipação do pagamento desses empréstimos, também deve ser apontado na declaração, e isso vai garantir que não exista nenhuma irregularidade referente a este crédito no ano a seguir.

3- Onde encontro as informações que a Receita Federal pede?

Os dados e as informações sobre esses empréstimos que devem ser introduzidas na declaração são disponibilizadas pelos bancos que encaminham os informes dos rendimentos para os clientes que solicitaram esses benefícios.

Visando facilitar um pouco mais o trabalho do cliente no momento de declarar o IR,na Provu, por exemplo, os dados são encaminhados através do e-mail, possuindo todas as informações sobre os empréstimos e o que devem ser introduzidos no arquivo que vai ser encaminhado para a Receita Federal.

4- Além de empréstimos, o que mais deve ser declarado?

Outros rendimentos também precisam ser apresentados nessa declaração do Imposto de Renda, como é o exemplo do salário, do aluguel que ultrapasse R$25.559,70 por ano, da pensão, dos bens imobiliários e dos direitos de R$300.000,00 até o última dia do último ano, atividades rurais que apresentem uma receita bruta acima dos R$142.798,50.

Além disso, os rendimentos que não foram tributados na fonte superiores ao valor de R$40.000,00, às operações no mercado financeiro como a bolsa de valores e os lucros obtidos por meio da venda dos imóveis residenciais também precisam ser declarados.

Se você ainda tem dúvidas se vai precisar declarar o Imposto de Renda em 2022, o aconselhado é procurar um contador. Somente um profissional vai poder analisar a sua condição de forma detalhada e explicar todos os impostos necessários para a sua regularidade, incluindo o Imposto de Renda caso você se encaixe nesses critérios acima.

Gostou deste conteúdo? Siga-nos no Google Notícias:

COMPARTILHAR
COMPARTILHAR
TWITAR

VEJA TAMBÉM:

Copyright © 2019 – 2021 Dinheiro Bem Cuidado CNPJ: 23.654.977/0001-28

Aguarde…