Saque-aniversário do FGTS disponível em 2023; veja o valor que pode retirar

O saque-aniversário do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) para 2023 começou a valer já no dia 2 de janeiro e vai, na prática, até 29 de fevereiro de 2024. Por exemplo, em janeiro, cerca de 1,3 milhão de pessoas tem o direito de sacar o valor.

Desta maneira, quem faz aniversário em janeiro e é cotista do Fundo de Garantia, tem direito ao saque-aniversário do FGTS. Contudo, esse valor é retirado da conta do trabalhador e, quando se aposentar ou for demitido, irá receber menos, pois, já terá sacado uma parte.

Agora, quem nasceu em janeiro, tem até o próximo dia 31 de março para fazer o saque-aniversário. Isso de acordo com as regras estabelecidas pelo governo.

Atualmente, mais de 17,8 milhões de brasileiros podem fazer o saque-aniversário do FGTS, que é totalmente opcional. Desse modo, quem não quiser retirar o dinheiro, poderá ter ele devolvido à conta do FGTS automaticamente.

Quanto posso sacar no FGTS?

Agora, para fazer o saque-aniversário, existem algumas regras. Por exemplo, quem tem até R$ 500 no FGTS, pode sacar apenas metade desse valor, ou seja, R$ 250.

Contudo, quem ganha de R$ 501 a R$ 1.000, pode sacar 40% do saldo existente na conta. Depois, esse valor vai diminuindo gradualmente, chegando a 5% para quem tem mais de R$ 20 mil de FGTS guardado.

Outra questão é sobre como sacar e como não sacar. Isso agora só pode ser feito pelo aplicativo, tanto para quem opta pelo saque-aniversário quanto para quem não quis sacar o valor e devolver ao FGTS.

Cuidados com o saque-aniversário

Por fim, quem é adepto do saque-aniversário e resolve voltar para o sistema tradicional, terá uma restrição futura. Isso porque, mesmo que se aposente ou seja demitido, só poderá mexer de novo no dinheiro após dois anos, exceto o valor dos 40% da multa pela demissão do emprego.

Saiba também: Calendário do auxílio brasil 

 

 

 

CAIXA TEM - INFORMAÇÕES: