Adquirindo seu carro: conheça quatro das mais viáveis formas de pagamento

Na busca por um veículo, é necessário compreender bem suas opções

Anúncios

Muitas vezes, é dito que a melhor forma de se comprar um carro é com o pagamento à vista, mas nem sempre essa é a verdade. Quanto melhor você conhecer as suas opções, mais fácil será fazer o melhor negócio.

Afinal, todo investimento a longo prazo, como a aquisição de um veículo, deve ser tratado com seriedade e muito planejamento. Nos tempos atuais, onde a pandemia de coronavírus afetou todas as esferas do mercado e a vida cotidiana do brasileiro, é necessário saber exatamente o que fazer e como fazer.

A forma de pagamento é um dos fatores principais que determina o valor final do veículo e o quão fácil será administrar o seu débito. Entenda algumas das formas de pagamento mais viáveis e populares.

Financiamento

LEIA MAIS:

CARTÃO DE CRÉDITO
 
CARTÃO DA CAIXA
 
CARTÃO DE CRÉDITO NUBANK
 
CARTÃO PARA NEGATIVADO
             

Com ele, é possível retirar imediatamente seu veículo, o que configura a forma de pagamento como ideal para quem tem urgência na aquisição. Seja para trabalhar na cidade ou em viagens, quem opta por financiamento sai ganhando na praticidade.

A desvantagem é que o financiamento acarreta na cobrança de juros, que variam entre as concessionárias, os bancos e o valor individual de cada modelo de carro. O valor a ser financiado fica bem melhor se for possível dar uma boa quantia de entrada. É possível até mesmo negociar o carro antigo como parte do pagamento. 

Para quem deseja começar a se planejar, o Banco Central disponibiliza uma tabela com as taxas cobradas por cada instituição financeira.

Pagamento à vista

Como o nome já indica, essa modalidade de compra serve muito bem a quem já tem planejada a aquisição há tempo suficiente para ter acumulado a quantia necessária. 

O pagamento à vista oferece maior oportunidade de negociação, beneficia quem já tem um veículo e deseja trocar, evita taxas e juros, e muitas concessionárias já oferecem IPVA pago, transferência e documentação como forma de atrair os compradores.

Leasing

Essa opção se assemelha muito a um aluguel. Nela, o proprietário do carro continua sendo a instituição financeira, até que o pretendente termine de pagar todas as parcelas. Ao final desse estágio, é preciso tomar a decisão: adquirir ou não o carro?

No geral, os juros são mais altos do que no financiamento, mas o cliente fica isento do IOF nas negociações de crédito. 

Consórcio

Nessa modalidade de crédito, o comprador se compromete, com um grupo de pessoas com o mesmo interesse, a pagar um valor preestabelecido durante um prazo em contrato. O objetivo é juntar a quantia necessária para uma carta de crédito. A carta é adquirida através de sorteio ou lances, e qualquer um dos membros pode conseguir.

A vantagem é ter apenas taxas administrativas e nenhuma cobrança de juros, enquanto a desvantagem principal é, na maioria das vezes, não poder retirar o carro imediatamente.

Se aprofundar em cada uma dessas modalidades de compra é uma tarefa essencial para quem deseja adquirir seu veículo. Com a administração certa, é possível conseguir sem dor de cabeça o seu modelo sport perfeito, popular confiável ou picape com capota marítima e acessórios.

Anúncios
Rolar para cima