Dólar sobe 10,03% em junho com a maior alta mensal desde 2020

Bolsas têm pior mês desde o início da pandemia de covid-19

Anúncios

Os mercados financeiros passaram pelo mês mais volátil desde o início da pandemia de covid-19, em meio a temores de uma recessão internacional e tensões no Brasil. O dólar americano registrou seu maior ganho mensal; o mercado de ações registrou sua maior queda mensal em mais de dois anos.

O dólar comercial na quinta-feira (30) fechou a 5,235 reais, alta de 0,042 reais (+0,81%). O dólar teve um dia selvagem de volatilidade, subindo para 5,27 reais na abertura antes de cair para 5,18 reais à tarde antes de subir novamente no final da sessão.

No desempenho de hoje, o dólar encerrou junho com alta de 10,03%, maior ganho mensal desde março de 2020, quando os preços subiram 15,92%. Apesar dos ganhos deste mês, a moeda caiu 6,11% em 2022.

O mercado de ações também estava nervoso naquele dia. O índice B3 Ibovespa fechou a 98.542 pontos, com queda de 1,08%. A métrica caiu 11,5% em junho, seu pior desempenho mensal desde março de 2020. O mercado de ações caiu 17,88% no trimestre, a maior queda desde o primeiro trimestre de 2020.

Tanto fatores internos quanto externos contribuíram para a turbulência de quinta-feira nos mercados financeiros. Internacionalmente, as ações dos EUA caíram acentuadamente hoje. O índice de Wall Street teve sua pior metade desde 1970.

Os mercados globais tiveram um mês turbulento em meio a temores de que a maior economia do mundo entre em recessão depois que o Federal Reserve (Fed, Banco Central dos EUA) aumentou sua taxa básica em 0,75 ponto percentual no início do mês. A inflação nos Estados Unidos está agora em seu nível mais alto desde 1981.

Faça como mais de 143.907 pessoas
Cadastre-se e Receba nossos conteúdos diretamente no seu E-MAIL.

No mercado interno, os investidores temem uma votação de emenda constitucional para elevar o Auxílio Brasil para 600 reais, valorizando o Auxílio Gás e gerando benefícios para caminhoneiros e outras categorias. 

Hoje, o ministro da Economia, Paulo Guedes, aprovou o auxílio aos taxistas, que aumentará o impacto da proposta no orçamento deste ano de 38,75 bilhões de reais para 41,25 bilhões de reais. O Senado votará o texto hoje à noite.

Gostou deste conteúdo? Siga-nos no Google Notícias:

COMPARTILHAR
COMPARTILHAR
TWITAR

VEJA TAMBÉM:

Copyright © 2019 – 2021 Dinheiro Bem Cuidado CNPJ: 23.654.977/0001-28

0

Aguarde… Carregando Conteúdo