Vai ter o primeiro cartão de crédito? Temos 5 dicas de ouro

Publicidade

Começar a vida financeira com cartão de crédito é muito bom, mas é preciso ter cautela. Por isto temos 5 dicas de ouro para você.

Publicidade
Publicidade

Estamos em uma época que muitos querem ter cartão de crédito e diferentemente de antigamente, quando era burocrático, esses muitos podem. Já passou o tempo em que para ter um limite de crédito, mesmo que seja mínimo, era importante ter uma renda grande e um histórico financeiro razoável.

O que você procura?

CARTÃO DE CRÉDITO
 
APROVAÇÃO NO CARTÃO
 
CARTÃO PARA NEGATIVADO
       

Hoje, é só chegar em algum banco seja digital ou físico, com seus documentos e aguardar pela aprovação. Os bancos digitais apresentam ainda mais facilidades, já que todo processo é feito de forma rápida e pela internet.O que alguém que vai pedir o primeiro cartão de crédito não pode exigir, é um limite muito alto.

Publicidade

Nesses dois casos, o limite do cartão de crédito atenderá seus gastos básicos e se você tem renda, depois de algum tempo já pode solicitar o aumento de limite, ou até mesmo o banco já te oferece essa possibilidade. Ainda sim, se o seu caso for de não ter renda, a cautela deve ser ainda maior, porque é um compromisso mensal de gastos.

Neste artigo vamos trazer cinco situações que podem te enrolar se este é seu primeiro cartão de crédito. A falta de experiência em certas situações pode trazer cautela para alguns perfis, mas para outros, é o motivo de grandes problemas. E na área das finanças, existem erros que perseguem sua vida financeira por um bom tempo, comprometendo outras áreas.

Então, vamos as 5 dicas de ouro !

Vai-ter-o-primeiro-cartão-de-crédito-Temos-5-dicas-de-ouro
Vai-ter-o-primeiro-cartão-de-crédito-Temos-5-dicas-de-ouro

1 – Nunca gaste todo seu limite

Normalmente, o limite é baseado na sua renda: o banco pensa em quanto o cliente tem condições de arcas e define. Caso não tenha mensalmente um salário, você receberá uma espécie de limite de crédito base, que não será alto. Nos dois casos, tente não gastar todos os meses o valor inteiro do limite.

Essa é uma maneira de ter um socorro para emergências, mas também você ter uma porcentagem que cabe no seu bolso para arcar com o cartão de crédito. A dica é, pelo menos, deixar sempre 50% do valor sem gastar, para que você não se enrole financeiramente.

Veja também:

CARTÃO DE CRÉDITO
 
APROVAÇÃO NO CARTÃO
 
CARTÃO PARA NEGATIVADO
       

2 – Defina em que vai gastar

Para não se enrolar, saiba para que exatamente serve o seu cartão de crédito. Em que você vai gastar e qual será sua despesa mensal com isso. Assim, é uma maneira de planejar, todo mês, aquele gasto. Você já saberá o que gastou. Essa dica, na verdade, vale para o dia em que desbloquear o seu cartão, para não ter susto.

Lembre-se sempre, que você paga para usar o cartão de crédito, seja em forma de anuidade, ou taxas aplicadas pelo banco que escolheu. Então sempre deixe um valor que seja a mais do que você imagina que gastou do limite de crédito para arcar com possíveis tarifas.

3 – Escolha um cartão sem anuidade

Só quem já pagou muita anuidade sabe o quanto isso pesa no bolso se colocarmos na ponta do lápis. Então, se está no seu primeiro cartão de crédito, mesmo que você não tenha renda, procure, primeiro os bancos digitais. Famosos pelas poucas cobranças, quase nenhuma das opções vai te cobrar anuidade ou taxas banais, como as de saques.

Sugerimos o Nubank, Digio, Neon, entre outros.

4 – Não empreste

Pelo menos no primeiro momento, seu limite de crédito será baixo, então não empreste seu cartão de crédito para pessoas que já estouraram um limite antes, por exemplo. Cuide dele, nem que seja para deixar ele em casa quando não for usar. Saiba que o cartão de crédito não é sua segunda renda, mas sim um auxílio.

Se bem usado, o cartão de crédito uma ferramenta de planejamento financeiro sim! Isso porque sabendo exatamente para o que ele serve, todos os benefícios que ele te devolverá a longo prazo são importantes: os pontos, descontos, e até cashback (dependendo do cartão de crédito).

5 – Faça muitas parcelas

Essa dica parece estranha, mas irá te favorecer. O segredo de ter um cartão de crédito com benefícios, é usá-lo, da melhor forma. Mesmo que seu limite seja baixo e você precise gastar com um produto de valor alto, parcele no máximo que puder sem juros. Assim, seu cartão de crédito estará em uso, gerando movimentação financeira e tornando você um bom pagador.

E quais benefícios que um bom pagador tem? Vários. Seu score aumentará cada vez mais. Além disso, um bom pagador tem mais chances de conseguir financiamentos e bons investimentos e claro, um aumento de limite de crédito chegará mais rápido. Qual banco não quer um cliente que arca com as dívidas? Todos!

Para finalizar nossas dicas, lembre-se sempre: só entre em uma conta que você pode arcar. Um cartão de crédito parado, é furada, mas um que você movimente e pague a fatura de forma integral é um parceiro da vida financeira. Então, utilize o máximo que puder o seu limite, mas não esqueça do compromisso.

Não é porque você não tem uma renda que não possa ter um cartão, desde que exista, sem falhar, o pagamento. A partir do momento que você atrasa a fatura ou paga o mínimo, já está começando muito mal. Utilize o cartão de crédito para o bem, mensalmente, pagando parcelas e aproveitando as vantagens.

Assim que puder, solicite um aumento de limite de acordo com sua renda e tenha ele sempre do seu lado, com isso, queremos dizer: que ele seja sua prioridade.

Deixe um comentário