Bancos Digitais: Conheça as 5 vantagens em relação aos tradicionais

Publicidade

Com a pandemia do novo coronavírus, muitas agências bancárias tiveram que ficar fechadas e os consumidores encontraram nos bancos digitais uma alternativa para não precisarem sair de casa.

Mas ainda há quem não saiba exatamente como essas fintechs funcionam, nem a diferença entre elas e os bancos físicos.

Publicidade

Por isso, neste artigo, iremos listar 5 vantagens dos bancos digitais em relação aos tradicionais. Confira!

O que é um banco digital?

Bancos digitais
Conheça os principais bancos digitais!

Os bancos digitais, também conhecidos como fintechs, são instituições financeiras que funcionam 100% online, ou seja, sem agências físicas.

Publicidade

Assim como os bancos tradicionais, eles também são autorizados a funcionar pelo Banco Central do Brasil e oferecem serviços como contas correntes, cartões de crédito, empréstimos, financiamentos, investimentos, entre outros.

Todo o relacionamento entre o correntista e o banco digital – desde a abertura da conta até uma possível solicitação de atendimento – é feito através de um aplicativo de celular, telefone ou site.

5 vantagens de abrir uma conta em um banco digital

Agora que você já sabe o que é um banco digital, vamos logo às vantagens que o cliente pode encontrar ao abrir um relacionamento com esse tipo de empresa:

Publicidade

1. Você pode resolver tudo pelo seu telefone

A Covid-19 nos mostrou a importância da Internet nos dias de hoje. Com os estabelecimentos fechados, muita gente precisou recorrer aos aplicativos e e-commerces para fazer compras ou pagar as contas.

Nesse contexto, a procura pelos bancos digitais aumentou bastante. E aqui está a principal vantagem desse tipo de instituição: você consegue fazer tudo através de um telefone conectado à Internet, já que eles não possuem agências físicas.

Embora isso possa ser uma desvantagem para quem gosta de resolver tudo pessoalmente conversando com um gerente, a maioria prefere ganhar tempo e se proteger fazendo pagamentos, transferências, investimentos, empréstimos e outros serviços financeiros de casa, usando apenas um smartphone.

Publicidade

Quem é que nunca ficou horas na fila de uma agência bancária, seja para usar o caixa eletrônico, abrir uma conta, pagar um boleto ou tirar uma simples dúvida?

Com os bancos digitais, você evita esse tipo de estresse, e, se precisar sacar dinheiro, pode utilizar os caixas do Banco24Horas.

2. Sem tarifas

Sem dúvida, a grande revolução que os bancos digitais trouxeram ao mercado brasileiro foi a ausência de tarifas para TEDs, DOCs e manutenção da conta.

Com uma simples conta corrente aberta nessas instituições, você provavelmente não pagará nada para mantê-la ativa e conseguirá fazer transferências gratuitas para outras instituições bancárias.

Alguns bancos tradicionais tiveram que se adequar à nova realidade e criaram suas próprias contas digitais ou reduziram algumas tarifas, mas vários ainda cobram encargos de clientes que quiserem transferir dinheiro ou utilizar outros serviços.

3. Cartão de crédito sem anuidade

Outra grande vantagem dos bancos digitais é que a maior parte deles oferece aos clientes um cartão de crédito internacional e sem anuidade.

Essa economia é extremamente útil para estudantes ou pessoas de baixa renda que não podem pagar caro em cartões mais completos – como os que acumulam milhas – e desejam ter apenas um cartão de crédito básico para fazer compras.

A novidade também tem sido, aos poucos, incorporada pelos bancos tradicionais. Hoje em dia, a Caixa Econômica e o Santander, por exemplo, também possuem opções de cartões sem anuidade.

4. Abertura de conta rápida e sem burocracia

A maioria das fintechs permite que os novos clientes abram sua conta em literalmente poucos minutos por meio do aplicativo ou site da instituição.

Em coisa de 15 minutos você preenche um formulário com suas informações pessoais e envia os documentos pelo próprio celular – normalmente exigem fotos de um documento de identidade, comprovante de residência e uma selfie segurando o documento, para comprovar que é seu.

Muitas delas, inclusive, aceitam pessoas que estão negativadas nos órgãos de proteção ao crédito, embora possam negar alguns serviços como empréstimos e cartões de crédito.

Depois de enviada a solicitação de abertura da conta digital, as empresas geralmente respondem em algumas horas se o cliente foi aprovado e, caso seja, ele já poderá utilizar serviços como pagamento de contas, depósito via boleto e transferências sem tarifas.

5 – Boas opções de investimentos

Uma coisa que muitas pessoas não sabem é que os bancos digitais também possuem opções de investimentos que rendem mais que a poupança e ainda recebem a proteção do Fundo Garantidor de Créditos (FGC);

A conta do Nubank, por exemplo, oferece um RDB que rende 100% do CDI e o dinheiro pode ser sacado a qualquer momento.

O Banco Inter é ainda mais completo, trazendo várias opções de investimentos em renda fixa (CDBs, LCIs, LCAs) e até renda variável (ações, fundos de investimento, fundos imobiliários), além de não cobrar taxa de corretagem em seu Home Broker.

Embora alguns bancos físicos também ofereçam opções, boa parte são exclusivas para determinados clientes e as taxas não costumam compensar.

Qual banco digital escolher em 2020?

Atualmente são várias as opções de bancos digitais no mercado. Os mais conhecidos e recomendados no momento são o Banco Inter, Nubank,  C6 Bank, Neon e Next.

Se quiser descobrir qual irá lhe atender melhor, clique no nome deles acima e você será redirecionado para o artigo específico de cada um.

Quer mais conteúdo? 

Deixe um comentário